Agora...

00:00:00

sábado, 18 de novembro de 2017

Alfredão Camp Nei conquista o título inédito do Futebol de Campo Juniores

Na tarde deste sábado, 18 de novembro, Alfredão e Cruzeiro decidiram o Futebol de Campo Juniores de Flores da Cunha. Com a vitória de 3 x 2, o Alfredão Camp Nei comemorou a conquista do título inédito da categoria.

As duas equipes fizeram uma grande final. Os atletas do Alfredão iniciou a partida muito pilhada e cometendo muitas faltas. O primeiro lance de perigo foi o chute de Maico do meio da rua que o goleiro Anderson quase aceitou. 

Aos 28 minutos, o Cruzeiro abriu o placar. Julio Crocoli recebeu na direita e acertou um belo chute cruzado, sem chances para o goleiro Paulo. Aos 30, Kévin cobrou falta no ângulo, mas o goleiro Anderson fez grande defesa. 

Na cobrança de escanteio Nicollas Costa pegou o rebote da zaga e deixou tudo igual no Estádio Homero Soldatelli. Depois do empate até o intervalo, as duas equipes criaram poucas chances de gol. 

A segunda etapa iniciou em ritmo alucinante. Logo aos 4 minutos, a equipe do Alfredão virou o placar. Depois da cobrança de escanteio Guilherme subiu mais que a zaga do Cruzeiro e cabeceou firme sem chance para Anderson. 

Na saída de bola a equipe do Alfredão Camp Nei ampliou o placar. Guto foi lançado na esquerda, ganhou da zaga e tocou na saída do goleiro Anderson. 

Aos 12 minutos, a equipe de São Gotardo diminuiu o placar. Em mais um gol de bola parada, Jonathan aproveitou a cobrança de escanteio e subiu livre para cabecear e marcar o segundo do Cruzeiro. 

Depois do gol as equipes reduziram o ímpeto e passaram a tocar mais a bola. Enquanto que o Cruzeiro pressionava em busca do empate, o Alfredão jogava nos contra-ataques puxados por Tulio, Latino, Godoy e Elias. 

Aos 30, em jogada trabalhada pelo Cruzeiro, Paulo salvou o Alfredão. No rebote Duda foi afastar e chutou em cima do goleiro e quase marcou contra. 

Além do título, o Alfredão levou o troféu disciplina e Tulio Lavratti, com doze gols marcados, foi o artilheiro da competição. Tulio Serafin, da equipe do Madruga, com sete gols sofridos, recebeu o troféu de goleiro menos vazado. 

Classificação Final: 
Campeão: Alfredão Cam Nei 
Vice-campeão: Cruzeiro 
3º Lugar: Rui Barbosa 
4º Lugar: Madruga 

Por: Maicon Pan

Nenhum comentário:

Postar um comentário