Agora...

00:00:00

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Morro do Sabiá: uma máquina de títulos

Nos últimos anos, a equipe de Bochas do Morro do Sabiá vem dominando a modalidade em Flores da Cunha. No último sábado a equipe conquistou o pentacampeonato da modalidade de forma invicta.

Com onze vitórias e um empate, equipe sagrou-se campeã invicta
Fundada pelo grupo de amigos formado por Fernando Poletto, Rafael Gavazzoni, Juca Moré, Gildo Gavazzoni e Vladimir Fachin por volta de 1980 e recebeu este nome porque naquela época o local onde hoje está localizada a cancha, era formado por morros e muitos sabiás. 

Embora se destaque nas competições de bocha, o Morro do Sabiá teve grandes equipes no futebol, onde participava da categoria, juniores, principal e veteranos. Com o passar do tempo priorizou a equipe de bochas, que tem registro na Federação Gaúcha de Bocha (FGB) e todos os títulos estão registrados em ata, o que comprova o profissionalismo desta agremiação.

Equipe de Bochas do Morro do Sabiá  foi fundada em 1980
Olivo Colloda nasceu na comunidade de Monte Bérico e aos 15 anos de idade começou a jogar bochas, tendo conquistado alguns campeonatos que naquela época ainda não eram oficiais. Com o passar dos anos, Colada comprou um terreno e construiu sua residência em Flores da Cunha. “Construí o prédio de dois andares, abri o bar e deixei um espaço nos fundos para a construção de uma cancha”, lembra ele.

No início, Motosserra não tinha a intenção de disputar competições oficiais, mas, foi incentivado pelos amigos e em 1990 a equipe do Morro do Sabiá disputou o 1º Campeonato Municipal de Flores da Cunha.

Foto da conquista do tricampeonato de Flores da Cunha
A primeira conquista veio em 1993, com uma equipe que tinha atletas de Flores da Cunha e do Cruzeiro de Caxias do Sul. A equipe voltou a erguer o troféu do municipal em 1999 e 2000. Depois disso, a equipe ficou quatro anos sem disputar competições, em virtude do falecimento de Neco Colloda, irmão de Olivo.

Em 2008, Alfeu Salvador assumiu o Bar e a Lancheria Motosserra e ficou responsável por reativar a equipe de bochas. Alfeu conta que no início trouxe a base da equipe que jogava no Nova Roma e atletas que já haviam atuado pelo Morro do Sabiá.

Em 2011, a equipe conquistava o título do Integração
O primeiro título sob o comando de Alfeu veio em 2010 quando conquistou o Integração, competição disputada entre equipes de Flores da Cunha e Nova Pádua. Em 2011, o Morro do Sabiá venceu o Campeonato Municipal e o bicampeonato do Integração.

Títulos do Morro do Sabiá
1993 – Municipal
1999 – Municipal
2000 – Municipal
2011 – Integração
2012 – Integração
2013 – Integração e Municipal
2015 – Integração
2016 – Municipal

Desde que Alfeu assumiu o comando da equipe em 2008, o Morro do Sabiá tem um desempenho invejável. Entre campeonatos municipais e integração, foram seis títulos conquistados e dois vice-campeonatos.

Dentro da cancha, Alfeu tem a companhia dos filhos Alef e Fabrício. “É uma alegria e uma satisfação imensa jogar com eles. Tendo eles aqui, sei que eles não estão na rua. Eu e o Alef somos parceiros de dupla e não perdemos nenhuma partida na competição” destacou Alfeu.

Motosserra, apelido que vem desde os tempos do futebol, destaca o fato da equipe do Morro do Sabiá ter vários jovens no elenco, inclusive tendo um jovem de 22 anos como técnico. Para Alef, ser técnico de uma equipe é sempre uma árdua tarefa. “Quando se trata de uma equipe repleta de estrelas como o Morro do Sabiá, onde todos são experientes e tem qualidade, a responsabilidade é ainda maior”, ressalta o jovem.

Em 2013, a equipe chegou ao tricampeonato do Integração
Para que a pratica desde esporte tenha continuidade, os dirigentes Alfeu e Olivo são unanimes em afirmar que é preciso incentivar os jovens que gostam deste esporte. O gosto de Motosserra pelo jogo de bocha não foi suficiente para que os filhos Lucas e Junior seguissem o mesmo esporte. “Eu e meu irmão Natal “Neco” (in memoria) jogávamos bocha até de madrugada”. A disputa não tinha nada de amistoso e os irmãos apostavam até mesmo jantas.

A equipe do Morro do Sabiá é formada por 24 atletas. Conhecida pela supremacia jogando dentro de casa, nesta edição do certame, o campeão mostrou seu poderio jogando fora de casa, onde inclusive venceu o jogo de ida da final por 6 x 0 jogando longe de seus domínios.

Após 3 anos, em 2013, equipe voltou a vencer o municipal
Olivo, 64 anos, ressalta o circulo de amizades criado através do esporte. “Sinto-me muito contente. Em toda a minha trajetória como bochófilo, não estou lembrado de nenhuma discussão ou briga que tenha acontecido”, recorda Colloda.

Alef ressalta que tem uma bela história vivida dentro das “raias”. “Acredito que um dia meus filhos terão orgulho dela, assim como eu tive da história do meu pai. Espero que muitas conquistas ainda venham para esta equipe, pois sou testemunha do quanto os integrantes são merecedores de tudo isso e de muito que ainda virá”, enfatiza ele.

Dirigentes do Morro do Sabiá, Motosserra e Salvador 
No início do ano, Alef foi escolhido entre todos os atletas para ser o técnico, jogador responsável por indicar a melhor jogada a ser feita. Quando a mesma transcorre nas laterais da raia, o técnico é responsável por chamar a tabela. “A ajuda do meu pai foi muito importante para mim, pois sempre me espelhei muito nele”. Já o pai, sem falsa modéstia, acredita que os filhos estão entre os melhores jogadores de bocha de Flores da Cunha.

“Apesar de ser jovem, posso dizer que o esporte me fez uma pessoa melhor, me trouxe grandes amigos e me ensinou o valor da amizade, me aproximou mais de Deus. O esporte despertou em mim emoções que dinheiro nenhum paga. Sinto orgulho de estar na equipe”, declara Alef.

No sábado, a equipe conquistou o 9º título de sua história
"Juntos somos mais fortes". Essa frase simboliza muito bem a equipe do Morro do Sabiá. “Aqui não há individualismo. Todos lutam pelo mesmo ideal e em primeiro plano está o valor da amizade e os laços de afeto que existem entre todos os atletas. Aqui é como se fosse a nossa segunda família”, finalizou Alef.

Por: Maicon Pan

domingo, 28 de agosto de 2016

Morro do Sabiá é pentacampeão invicto

Na tarde deste sábado, 27 de agosto, a equipe do Morro do Sabiá sagrou-se pentacampeão invicto do Municipal de Bochas de Flores da Cunha ao vencer os dois jogos diante do São Paulo.

Depois da vitória de 6 x 0 no jogo de ida, a equipe do Morro ficou muito perto do título da competição. Ontem, a equipe venceu a 1ª partida por 24 x 0 e conquistou mais um troféu para a galeria de troféus da equipe. 

A campanha invita do Morro do Sabiá é inquestionável. Foram 13 vitórias, um empate e nenhuma derrota. Foram disputadas 71 partidas e a equipe campeã venceu 56 e perdeu apenas 15, ou seja, um aproveitamento de 79%.

Amanhã, o blog Piccolo Esportivo traz uma matéria exclusiva contando a história da equipe do Morro do Sabiá, com o depoimentos e fotos das maiores conquistas desta agremiação.  

Campanha Invicta
Fase Classificatória
São Cristóvão 2 x 4 Morro do Sabiá 
Morro do Sabiá 5 x 1 São Cristóvão 
Santa Lúcia 2 x 4 Morro do Sabiá 
Morro do Sabiá 4 x 2 Santa Lúcia 
Safit 3 x 3 Morro do Sabiá 
Morro do Sabiá 5 x 1 Safit

Quartas de Final
Morro do Sabiá 5 x 1 Monte Bérico 
Monte Bérico 1 x 2 Morro do Sabiá

Semifinal 
Morro do Sabiá 6 x 0 São José 
São José 0 x 1 Morro do Sabiá

Final
São Paulo 0 x 6 Morro do Sabiá 
Morro do Sabiá 1 x 0 São Paulo 

Por: Maicon Pan

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

The Coca Fevers: uma equipe de amigos

Quem escuta ou lê esse nome faz uma relação com a Coca-Cola. Na verdade, o nome The Coca Fevers tem uma história muito bacana. No ano de 1997, por ocasião da inauguração do ginásio de esportes do Travessão Alfredo Chaves, foi realizado um torneio com equipes daquela comunidade. Um grupo de amigos tinha um time que jogava nos finais de semana. 

Com o intuito de participar do torneio, o grupo decidiu escolher um nome para a equipe. Os gremistas  do grupo ganharam uma camisa azul celeste e as pessoas começaram a chama-los de “os celestes”. 

Participação da equipe no Futebol 7 de Flores da Cunha em 2016
Um dos guris do grupo disse: nós somos COCA, que significa: Comissão da Ordem Celestial Alfredense, por causa da camisa celeste. Ao analisarem melhor, chegaram à conclusão que somente COCA ficava estranho. Todas as sextas-feiras, os amigos se reuniam na Mecânica Irmãos Morsolin para conversar, beber e escutar música num toca-discos que entre outras bandas tocava The Fevers. Nesse momento surgiu o THE COCA FEVERS. 

No uniforme da equipe predominam as cores azul celeste e “bordo”, essa, porque o senhor que presenteou os amigos com as camisas celestes gostava muito de vinho. A bandeira da equipe foi confeccionada com sacos de açúcar de pano nas cores laranja e amarela. “Na verdade foram as únicas tintas encontradas na mecânica. As mesmas eram utilizadas para pintar tratores da marca Valmet e Agrale”, recorda Giovani. 

Distintivo do The Coca Fevers, fundado no ano de 1997
O The Coca Fevers foi fundado por Alexandre Reginato, Leonardo Morsolin, Leandro Morsolin, Joel Duarte, Rodrigo Tonet e Giovani Deboni. Além dos fundadores, também integraram o grupo de atletas Paulo Roberto Tonet e André Deboni, Junior Frigotto, Leonidas Morsolin, Daniel Begge. 

Com toda a produção e trabalho, a equipe venceu o torneio de inauguração com a seguinte escalação: Giovani Deboni (goleiro), Joel Duarte (fixo), Alexandre Reginato (ala), Leonardo Morsolin (ala) e Paulo Tonet (pivô). Com poucas competições, a equipe participava mais de torneios de festas em Flores da Cunha e Nova Pádua. 

Elenco do The Coca Fevers que disputou o Futsal Juniores de 2015
Depois de alguns anos de inatividade, o The Coca Fevers voltou a montar equipe em 2012, quando disputou o futsal juniores de Nova Pádua e Flores da Cunha. A partir de 2015, além do futsal, a equipe passou a disputar o futsete florense. Giovani e a namorada Veridiana alimentam o “memorial da equipe” com a relação das campanhas em cada competição, relação de atletas, além das fotos do elenco, dos uniformes e distintivos da equipe. 

Campanhas: 
2012 – Futsal Juniores de Nova Pádua – Eliminado na 1ª fase 
2013 – Futsal Juniores de Nova Pádua – Quartas de final 
2013 – Futsal Juniores Flores da Cunha – Quartas de final 
2014 – Futsal Juniores de Nova Pádua – Semifinal 4º colocação 
2014 – Futsal Juniores Flores da Cunha – Semifinal 3º colocado. 
2014 – Futsal Principal Flores da Cunha – Eliminado na 1° fase 
2015 – Futsal Juniores de Nova Pádua – Vice-campeão 
2015 – Futsal Juniores Flores da Cunha – Semifinal 3º colocado
2015 – Futebol 7 Flores da Cunha –Eliminado na 1ª fase 
2016 – Futebol 7 Flores da Cunha –Eliminado na 1ª fase 
2016 – Futsal Principal Flores da Cunha – Eliminado na 1° fase 
2016 – Futsal Juniores de Nova Pádua – Vice-campeão 

Disputa da categoria principal do futsal florense em 2016
O técnico Giovani Deboni destaca o espirito da equipe do The Coca Fevers. Quem joga na nossa equipe precisa ter o espirito da nossa família. É como se fossemos irmãos. É na base da raça e da vontade. Hoje existe muito troca-troca de atletas e acabou se perdendo a identidade com as equipes. Os atletas que defendem o The Coca Fevers acabaram construindo uma amizade que vai além da quadra. 

Eduardo Tonet destaca que jogar no The Coca é estar sempre rodeado de amigos. “É um misto de emoção, desafios e muitos sentimentos envolvidos. Estar nesta equipe não é apenas jogar futebol. Criamos uma família muito unida que vem jogando junto nos últimos anos. Treinamos todas as semanas e nos dedicamos cada vez mais em busca dos nossos objetivos”, destaca Duda. 

Em 2013, o The Coca Fevers disputou o Juniores de Flores da Cunha
O goleiro Samuel chama destaca a amizade do grupo, principalmente com o técnico Djidjo. “Ele nos orienta dentro e fora de quadra. Não somos profissionais, por isso jogamos com garra e raça até o fim. Esse é o espirito da família The Coca Fevers”, finaliza Tonello. 

Jhonatan destaca os cinco anos defendendo as cores do The Coca Fevers. “É uma família. Nossa união vai além das quatro linhas. Quando o time perde, todos perdem. Quando a equipe ganha, todos ganham, e, não digo só pelos jogadores, mas falo da comissão técnica, pais e todas as pessoas que tem envolvimento com o The Coca Fevers”, frisou Sperotto. 

Elenco do The Coca Fevers vice-campeão do Juniores em 2015
Para Luciano Giachelin o The Coca Fevers se tornou uma família. “Na vitória ou na derrota estaremos um do lado do outro. Esse laço que criei com o Coca Fevers fica mais forte a cada jogo. Tenho orgulho de pertencer a esta equipe”, enfatizou Luciano. 

Diego também destaca o clima familiar do The Coca Fevers. “Estou há quatro anos na equipe e tenho amigos que vi crescendo e estiveram junto comigo nos vitórias e nas derrotas. Aprendo com cada companheiro de equipe”, resume Alessi.

Equipe que disputou o Futsal Juniores de Nova Pádua em 2016
Para o técnico Giovani, o projeto é continuar com o futsal juniores e principal em Nova Pádua e Flores da Cunha, além do futebol 7 florense. “Dentro de quadra e campo daremos sempre o máximo, mas acima de tudo valorizando as amizades construídas na família The Coca Fevers”, salientou Djidjo. Confira abaixo a atual diretoria da equipe:

DIRETORIA 
Cesar Pazinato 
Joel Duarte 
André Deboni 
Paulo Roberto Tonet 

COMISSÃO TÉCNICA 
Giovani Deboni 
Cesar Pazinato 

COMISSÃO DE APOIO 
Eduardo Menegat 
Junior Frigoto 

Por: Maicon Pan

Agora é oficial: Cerro de Monte Cristo é campeão do futsal florense

O Departamento Municipal de Desporto (DMD) confirmou na manhã de ontem, 24 de agosto, a exclusão de Nacional e Broca 18 do Campeonato Municipal de Futsal de Flores da Cunha. No último sábado, dia 20, no Ginásio Poliesportivo, as duas equipes se envolveram numa briga generalizada no final do jogo valido pela da semifinal. 

Cerro de Monte Cristo recebendo o troféu de campeão
Com a eliminação de Broca 18 e Nacional, a equipe o Cerro de Monte Cristo, que havia garantido a vaga na final ao vencer a Liga da Justiça por 7 x 3, foi oficializada campeã do certame. 

Apesar da eliminação da equipe, o atacante Franciel Ascari e o goleiro Paulo Venturini, ambos do Broca 18, receberão o troféu de artilheiro e goleiro menos vazado. Franciel balançou as redes 26 vezes, e o goleiro Paulo sofreu 12 gols. A equipe da Liga da Justiça, vice-campeã, também recebeu o troféu de disciplina. 

Leomar e Paulo recebem o troféu pela Liga da Justiça
A equipe do Cerro de Monte Cristo é “genuinamente” paduense, com nove atletas de Nova Pádua no elenco. São eles: Michael Fabian, Alexandre Luza, Franciel Luza, Tiago Sonda, Edenilson Dagnese, Liomar Zampieri, Ricardo Martello, Eder Dagnese e Jefersosn Lanzarini.

Na manhã desta quinta-feira, 25, os dirigentes do Cerro de Monte Cristo Jhony Panizzon e Edson Marcolin e os atletas Jédi e Muti estiveram no Ginásio Poliesportivo Marcos João Pivotto onde receberam o troféu e medalhas de campeão das mãos do Diretor do DMD, Darci Cavagnoli. 

Por: Maicon Pan

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Futebol de campo deverá ter 5 equipes

Na reunião do dia 16 de agosto, cinco equipes estiveram presentes e mostraram interesse em disputar o 24º Campeonato Municipal de Futebol de Campo 2016. 

As novidades deste ano ficam por conta do Planalto, que não participou das últimas edições e a equipe do GudPlei, que neste ano conquistou o título do Futebol 7 e agora disputa o futebol de campo pela 1ª vez. 

O atual campeão, Nova Pádua deverá participar com o nome de Nova Pádua/Ferroviário, com atletas que permanecem do ano passado e atletas do Paduense, que não disputará o certame deste ano. Outra equipe ausente na competição será o São José, do Travessão Acioli. 

A equipe do Loteamento Jorge Baggio volta a disputar a competição com o tradicional nome. Em 2015, a equipe mandou os seus jogos no campo do Travessão Santo Isidoro e usou o nome de S.E.R Paredes. 

Depois do vice-campeonato, o Cerro Largo tentará surpreender mais uma vez. No ano passado o título escapou na cobrança de pênaltis. 

As fichas de inscrição ainda podem ser retiradas na Prefeitura de Nova Pádua. A entrega das mesmas será no dia 22 de setembro, às 19h30min, na Prefeitura Municipal de Nova Pádua. 

A movimentação do mercado já foi vista na sexta-feira, dia 19 de agosto, na final do Futsal Juniores. Algumas equipes estavam com a ficha de inscrição em mãos para fechar as contratações. Alguns atletas já receberam proposta para atuar em três equipes. 

Nesta edição deste ano, os jogos serão realizados aos sábados e esta previsto para iniciar no dia 01 de outubro. 

Por: Maicon Pan

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Diprima: mais que um time, uma família

Depois de quatro anos convivendo com derrotas e muitas por goleada, a equipe do Diprima conquistou o primeiro grande título da curta história do futsal de Nova Pádua. 

No início de 2012, os amigos Gabriel Araldi, Douglas Pauletti, Guto Sonda, Júlio Alessi e Eduardo Araldi, começaram a conversar sobre a possibilidade de disputar o futsal juniores pela mesma equipe. Até então, cada um atuava por uma equipe diferente. 

Como estavam sempre juntos, os amigos resolveram montar uma equipe para disputar o juniores de 2012. O nome Diprima surgiu na brincadeira de que a equipe só dava toque de prima. Resultado? Estava fundado o Diprima Futebol Clube. 

O objetivo da equipe sempre foi de jogar entre amigos e se divertir. “Na sexta-feira, depois de muita luta e persistência, chegamos a nossa primeira final e conquistamos o titulo inédito do Futsal Juniores de Nova Pádua”, destacou Gabriel. 

A equipe já disputou o municipal de juniores e a categoria principal do futsal paduense. “Estamos pensando em disputar o Futebol 7, mas ainda não temos nada definido”, frisou Duda. 

Para o irmão Gabriel, o Diprima sempre teve o apoio dos pais dos atletas, seja com patrocínios (equipe é patrocinada pela empresa Araldi e Salvador Comércio de Cereais) ou com palavras de incentivo para seguir em frente e continuarmos apesar das derrotas. 

Para Douglas, o sucesso da equipe se deve a amizade criada dentro e fora das quatro linhas, sempre respeitando os adversários e pregando o companheirismo. “Sempre pensamos primeiro na amizade e depois nos resultados”, finalizou Gabriel. 

O capitão da primeira conquista, Guto Sonda fala do orgulho de defender as cores do Diprima. “Essa equipe só me trouxe coisas boas, em especial as amizades dentro e fora de quadra. É uma honra fazer parte da equipe onde atuei em 2012, 2013, 2014 e 2016”, resumiu Guto. 
Eduardo, que atua como auxiliar técnico destacou que desde 2012 poucas peças da equipe mudaram. “Alguns entraram e outros saíram, mas a base continua deste o primeiro campeonato que disputamos. O titulo de sexta-feira, é resultado da nossa persistência. Nunca desistimos depois dos fracassos. Posso dizer que o lema do Diprima é: União e Amizade”, concluiu Duda Araldi. 

Para Feijão, a amizade do grupo começou ainda na categoria mirim onde a equipe ainda era chamada de Corujão. “Apesar dos vários campeonatos sem título, nunca desistimos do time. O Diprima deixou de ser um time e passou a ser uma família. Esse título inédito veio para fortalecer ainda mais nossa amizade”, enfatiza Feijão, que pretende jogar no Diprima até estourar a idade dos juniores.

Gabriel conclui a conversa com o Piccolo Esportivo agradecendo a todas as pessoas que estiveram ao lado da equipe durante os quatro anos. “Obrigado pelo apoio e principalmente incentivo depois das derrotas. Essa atitude nos fez amadurecer e continuar lutando pelos nossos objetivos”, finalizou Gabriel. 

Por: Maicon Pan

domingo, 21 de agosto de 2016

Morro do Sabiá com as mãos na taça

Claro que ainda falta o jogo de volta, mas a equipe do Morro do Sabiá colocou as duas mãos na taça de campeão do Municipal de Bochas de Arreia de Flores da Cunha. 

No jogo de ida da final, a equipe do Morro do Sabiá conquistou uma vitória inquestionável e muito improvável, ainda mais por tratar-se de uma final de campeonato.

Depois do Integração, equipes disputam mais um título
A vitória de 6 x 0 jogando na cancha do São Paulo deixou a equipe muito perto do pentacampeonato. A vitória no jogo de ida foi a 11ª no certame. A equipe chegou à decisão invicta e tudo indica que deve conquista o certame sem ter perdido uma partida. 

Após o jogo, até mesmo os atletas do Morro do Sabiá deixaram a modéstia de lado e falaram que o título esta muito perto. O jogo da volta acontece no próximo sábado, dia 27 de agosto, em Flores da Cunha. 

Final 
São Paulo 0 x 6 Morro do Sabiá 

Por: Maicon Pan

sábado, 20 de agosto de 2016

Cerro de Monte Cristo está na final. Broca e Nacional tem confusão generalizada

Na tarde deste sábado, 20 de agosto, foram realizadas as semifinais do futsal de Flores da Cunha. 

Na primeira semifinal, o Cerro de Monte Cristo venceu a Liga da Justiça pelo placar de 7 x 3 e garantiu presença na final da competição. 

Na segunda semifinal, Broca 18 e Nacional empataram em 3 x 3 no tempo normal. Quando o árbitro apitou o fim do jogo iniciou-se uma confusão generalizada na quadra e os pênaltis não foram cobrados.

A decisão sobre o segundo finalista, ou não, será tomada pelo DMD após a entrega da sumula do jogo. 

Por: Maicon Pan

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Diprima conquista o título inédito do futsal juniores de Nova Pádua

Na noite desta sexta-feira, 19 de agosto, a equipe do Diprima conquistou o título inédito do Futsal Juniores de Nova Pádua ao vencer a equipe do The Coca Fevers pelo placar de 4 x 2. 

Logo aos 2 minutos, Brito fez o pivô e Duda chutou e acertou a trave. Depois da saída errada do The Coca Fevers, Guto acertou a trave do goleiro Samuel. Aos 3 minutos, Negão chutou e Daian espalmou.

Aos seis minutos, Duda recebeu na direita e chutou. O destaque da partida até então voltou em cena mais uma vez. A bola bateu no pé da trave de Daian e salvou o Diprima mais uma vez. Aos 9 minutos, Brito fez jogada individual e perdeu boa chance para o The Coca Fevers. 

Aos 13 minutos, o Diprima abriu o placar. Tabakin recebeu, girou e de perna esquerda chutou no canto direito de Samuel. Um minuto depois, Duda chutou forte, a bola mais uma vez bateu na trave e no rebote Brito empatou para o The Coca Fevers. 

Aos 6 minutos da segunda etapa, Tabakin fez o pivô e tocou para Guto que chutou rente ao poste. Aos sete, Duda chutou do meio da quadra e contou com a falha de Daian para fazer 2 x 1 para o The Coca Fevers. 

Aos 9 minutos, Guto cobrou falta de longe e a bola explodiu na quina da trave com o travessão. Desta vez foi o The Coca Fevers que escapou do gol. Aos 11 minutos, Brito quase mandou contra o patrimônio. 

Aos doze, depois da cobrança de tiro de canto, Douglas chegou chutando forte para deixar tudo igual mais uma vez. Aos 14, Tabakin fez bela jogada, chutou e Samuel fez grande defesa. Dois minutos depois Sperotto chutou cruzado e Daian defendeu espalmou. 

Aos 17 minutos, Elias saiu do banco para se tornar o grande destaque da partida. Depois da cobrança de tiro de canto, Elias chutou no canto e virou o placar para o Diprima. Faltando dois minutos para o final da partida, o The Coca foi para o tudo ou nada.

Faltando um minuto, Duda cobrou falta para boa defesa de Daian. Há 30 segundos do fim, Sperotto teve grande chance e tocou por cima do gol. Passados 15 segundos, o The Coca teve grande chance para empatar, mas Elias salvou quase em cima da linha. Faltando 10 segundos, Elias, do campo de defesa encobriu o goleiro Samuel e marcou um golaço, fechando o placar em 4 x 2 para o Diprima.
 
Daian, do Diprima, com 16 gols sofridos, recebeu o troféu de goleiro menos vazado da competição. Natan, da equipe do Curuzu, com 33 gols marcados, foi o artilheiro do certame. Na premiação, foi representado pelo companheiro de equipe Mauricio que recebeu o troféu. A equipe do Criciúma Dortmund ficou com a 3ª colocação.

Depois da premiação, as comissões técnicas e atletas deram um grande exemplo de esportividade, se cumprimentaram e pousaram para uma foto. Ganhar ou perder é do esporte, mas Diprima e The Coca Fevers deixaram bem claro que as amizades estão em primeiro lugar. 

Por: Maicon Pan

Feminino de bochas não será realizado

Na reunião realizada no último dia 11 de agosto, apenas Bonito e Curuzu demonstraram interesse em participar da competição. 

No dia seguinte à reunião e no início desta semana, o Diretor de Esportes, Marcos Menegat, procurou as equipes do Nova Pádua e Mutzel para fazer o convite para que participassem da competição. 

Segundo Menegat, as duas equipes não demonstraram interesse em disputar o certame, e por conta disso, o 13º Municipal Feminino de Bochas de Nova Pádua fica inviabilizado e não será realizado em 2016. 

Por: Maicon Pan

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Uma disputa pelo título inédito do juniores

Na próxima sexta-feira, 19 de agosto, Diprima e The Coca Fevers decidem o título do Futsal Juniores de Nova Pádua. Se dentro das quatro linhas o clima será de disputa pelo título inédito, fora de quadra o clima é de amizade. 

A equipe do Diprima chegou a semifinal depois de eliminar o Criciúma Dortmund com uma vitória de 6 x 2. A classificação do The Coca Fevers foi bem mais dramática. Depois do empate em 6 x 6 no tempo normal, na cobrança de pênaltis, a equipe do técnico Giovani venceu o Curuzu por 2 x 1.

O blog Piccolo Esportivo conversou com atletas das duas equipes para saber o que eles pensam sobre a grande final da competição. “Espero um jogo muito disputado de duas equipes. Acredito que será um grande jogo e acima de tudo, espero que prevaleça a amizade ente as equipes”, frisa Guto Sonda, capitão do Diprima. 

O capitão do The Coca Fevers, Eduardo Tonet, disse que a equipe respeita o Diprima e destaca o bom elenco do adversário. “Espero um jogo pegado, com muita marcação e muitas chances de gol. Que acima de tudo, as equipes se respeitem e vença o melhor”, finalizou Duda.

Os alas Feijão e Sperotto falam sobre o ponto forte do adversário. “O destaque do Diprima é o pivô Guilherme Sonda “Tabakin”. Eles sabem jogar com o pivô e os alas chegam para finalizar”, destacou Sperotto. Para Feijão, o ponto forte do The Coca Fevers é a qualidade na marcação e a união do grupo. 

Os alas Diego Alessi e Fred deram sua opinião sobre o favoritismo. Para Diego, são duas boas equipes e será uma grande decisão e sem favorito. Para Fred, o Diprima chega com a melhor campanha, mas a final é diferente dos outros jogos e isso não conta na decisão.

A equipe do Diprima chega a final de forma invicta com sete vitórias e um empate. O ataque marcou 56 gols. Guilherme Sonda é o artilheiro da equipe com 16 gols. Daian deve ficar com o troféu de goleiro menos vazado do certame. Em oito jogos foram 14 gols sofridos. 

A equipe o The Coca Fevers chega à final depois de cinco vitórias, um empate e uma derrota, justamente para o adversário da final. A equipe marcou 53 gols e sofreu 23. Eliseu, que cumpre suspensão na final, é o artilheiro com 15 gols marcados.

Os amantes do futsal estão convidados para assistir a final entre The Coca Fevers e Diprima. A decisão acontece no Ginásio de Esportes de Nova Pádua, a partir das 19h30min. 

Final - Sexta-feira - Dia 19 de agosto
19h30min - Diprima x The Coca Fevers 

Por: Maicon Pan

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Sociedade de Bebidas Malacarne Ltda. é a nova patrocinadora do blog

Neste mês de agosto, o blog tem a satisfação de anunciar a parceria com a Sociedade de Bebidas Malacarne Ltda., que passa a estampar a marca nas páginas do blog Piccolo Esportivo.

Localizada no Travessão Alfredo Chaves, em Flores da Cunha, a empresa foi fundada em 1987 pelos sócios Adilo Malacarne e os três filhos Gilmar, Gilberto e Moacir Malacarne. Desde então vem atuando no mercado de vinhos a granel, comercializando anualmente em torno de 9 milhões de litros, fornecendo para diversos engarrafadores de praticamente todos os estados brasileiros

A empresa elabora anualmente cerca de 3,5 milhões de litros de vinhos de mesa e um milhão de litros de suco integral com variedades de uvas americanas e híbridas. Aproximadamente 90% desta produção são de vinhos e suco tintos e 10% de vinhos brancos.

A empresa tem como foco principal o bom atendimento, a produção de vinhos de mesa, atendendo os padrões de qualidades, conforme a necessidade de cada cliente.

A Sociedade de Vinhos Malacarne executa um trabalho sério e eficiente. “Nesses quase trinta anos, a empresa fortificou-se dando a ela posições de destaque no setor, motivo pelo qual zela para manter a se aprimorar cada vez mais, com praticas e equipamentos que justifiquem a escolha do cliente em manter e aumentar as parcerias” frisa Gilmar.

Seguindo a tendência de evolução do mercado brasileiro de vinhos, a empresa lançou no início de 2008, a marca de vinhos de mesa “Colheita do Sul” nas versões Tinto Seco, Tinto Suave, Branco Seco e Branco Suave, nas apresentações de 375 ml, 750 ml, 1 Litros, 2 litros e garrafões de 4,5 Litros. Bem como o Suco de Uva integral, nas embalagens de 500 ml, 1 litro e 1,5 litros.

O suco de uva contém hidratos de carbono, proteínas, sais minerais, vitaminas e outros elementos importantes para o organismo. O suco de uva auxilia no processo de digestão e é um excelente revigorante.

Para os sócios, o controle de qualidade inicia ainda no cultivo da videira. “As uvas cultivadas em vinhedos próprios representam 30% da produção total de vinhos, sendo que os 70% restantes da matéria-prima são adquiridos de mais de 100 famílias de agricultores da região” destaca Gilmar.

A eficiência e rapidez no transporte, também fazem parte das boas referencias da empresa. A capacidade de estocagem permite que o produto mantenha suas características durante todo o processo de produção. “A tecnologia e a inovação, troca dos barris de madeira por tanques de aço-inox, além de tecnologias importadas, como máquinas e equipamentos, contribuíram para a qualidade ainda melhor do produto da Sociedade de Bebidas Malacarne” finalizou Gilberto.

Os interessados em adquirir os vinhos Colheita do Sul, da Sociedade de Vinhos Malacarne podem entrar em contato pelo fone: (54) 32975001, pelo e-mail: comercial@vinhosmalacarne.com.br, ou ainda pelo site: http://www.vinhosmalacarne.com.br/.

Por: Maicon Pan

Morro do Sabiá e São Paulo fazem a final do certame de bochas florense

No sábado, 13 de agosto, foram realizados os jogos da volta das semifinais do certame de bochas de Flores da Cunha que garantiram Morro do Sabiá e São Paulo na final da competição.

Depois da derrota de 4 x 2 fora de casa, a equipe do São Paulo reverteu a desvantagem e em sua cancha venceu o Santa Lúcia por 5 x 1 e garantiu classificação à final da competição. 

A outra equipe finalista é o Morro do Sabiá. Depois da vitória de 6 x 0 no jogo de ida, a equipe venceu a 1ª partida na cancha do São José e carimbou a passagem para a final do certame. 

Na tarde de ontem, o DMD realizou o sorteio que definiu a ordem dos jogos da final. No sábado, 20 de agosto, o jogo acontece na casa do São Paulo. No dia 27, o jogo acontece na cancha do Morro do Sabiá. 

Semifinais 
Santa Lúcia 4 x 2 São Paulo 
São Paulo 5 x 1 Santa Lúcia

Morro do Sabiá 6 x 0 São José 
São José 0 x 1 Morro do Sabiá 

Final 
Dia 20 de Agosto – São Paulo x Morro do Sabiá 
Dia 27 de Agosto – Morro do Sabiá x São Paulo 

Por: Maicon Pan

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Definidas as semifinais do futsal florense

Na tarde de sábado, 13 de agosto, foram definidas os semifinalistas do futsal de Flores da Cunha. Entre os classificados, destaque para a Liga da Justiça que eliminou o Palestra, equipe apontada como uma das favoritas ao título. 

No primeiro jogo realizado no Centro Poliesportivo, a equipe do Nacional derrotou o Juventus pelo placar de 8 x 2. Rahel Soares, Marco Breginski (2), Ianick Manosso, Polaco (3) e Micael Ingles marcaram para o Nacional. Idacir Psydunik e Odair Maretto anotaram para o Juventus. 

No segundo jogo da tarde, a grande surpresa das quartas de finais. A Liga da Justiça eliminou o Palestra, por muitos indicado como candidato ao título, pelo placar de 6 x 4. Bruno Ortencoff foi o grande destaque da classificação com 4 gols. Alexandre Monteiro e João Caetano também deixaram a sua marca. Vinicius Curra (2) Nicollas Costa e Elivelton Pedrozo balançaram as redes para o Palestra.

A equipe do Cerro de Monte Cristo, que conta com vários paduenses no elenco, venceu o Nacional B por 6 x 3. Alexandre Luza, Gean Pereira (3), Jédi e Muti fizeram os gols da vitória do Cerro. Guilherme Alves, Aguilar Avila e Charles Morais anotaram para o Nacional B.

No último jogo das quartas de finais, o Broca 18 goleou a equipe do Águia Negra por 12 x 1. Doraci Bassanesi (2), Maicon Moreira (2), Franciel Ascari (3), Emanuel Grazioli (2), Jones Paviani, Felipe dos Anjos e Rafael Martelo construíram a goleada do Broca 18. O gol do atual campeão foi marcado por Sullivan Castro. 

As semifinais do futsal florense acontecem no próximo sábado, 20 de agosto, também no Ginásio Poliesportivo Marcos João Pivoto. 

Semifinais – Sábado – Dia 20 de Agosto 
14h30min – Cerro de Monte Cristo x Liga da Justiça 
15h30min – Broca 18 x Nacional 

Por: Maicon Pan

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Diprima e The Coca Fevers fazem a final do futsal juniores de Nova Pádua

Terminaram há poucos instantes as semifinais do Municipal de Futsal Juniores. Em dois bons jogos, Diprima e The Coca Fevers venceram seus confrontos e fazem a final do certame no dia 19 de agosto.

Na primeira semifinal, a equipe do Diprima derrotou a equipe do Criciúma Dortmund pelo placar de 6 x 2. Logo aos dois minutos, Fred abriu o placar para o Diprima. Aos oito minutos, Tabakin girou sobre a marcação e fez 2 x 0. Um minuto depois, Tabakin recebeu e chutou forte para marcar o 3º do Diprima. 

Aos 10 minutos Tabakin fez o pivô e Fred chegou chutando para fazer 4 x 0 para o Diprima. Aos 18, Monego aproveitou a saída errada do Diprima e Diminuiu para o Criciúma Dortmund. 

Aos sete minutos da etapa final, Guto marcou o 5º gol do Diprima. Aos 11 minutos, Laranja fez tabela com Cristian e marcou o segundo para o Criciúma Dortmund. Aos 13 minutos Douglas cobrou lateral e Feijão chutou forte para fechar o placar em 6 x 2.

Na segunda semifinal, The Coca Fevers e Curuzu fizeram um grande jogo. No tempo normal, empate em 6 x 6. Na decisão por pênaltis, o The Coca Fevers levou a melhor e venceu por 2 x 1 e garantiu presença na grande final. 

Os primeiros 10 minutos de jogo foi de muito estudo e poucas chances de gol. Quando Latino roubou a bola e abriu o placar para o The Coca Fevers, o jogo ganhou em emoção. Na saída de bola, Eliseu ampliou para o The Coca. Um minuto depois Argel diminuiu para o Curuzu. 

Na segunda etapa sobrou emoção. Tivemos reclamações, expulsões e muitos gols. Aos 5 minutos, Nei foi expulso e deixou o Curuzu com um jogador a menos. Aos 6 minutos, Negão arriscou e fez 3 x 1 para o The Coca. Aos oito minutos, Natan diminuiu para o Curuzu. 

Aos 9 minutos, Negão arriscou mais uma vez e acertou o canto do goleiro Maurício. Era o 4 x 2 para o The Coca Fevers. Eliseu foi expulso e deixou o The Coca com um a menos. No lance seguinte, Argel fez o 3º do Curuzu e aos doze, Natan deixou tudo igual.

Aos treze minutos, Sperotto marcou o 5º gol do The Coca Fevers. Na saída de jogo, a bola salvou o goleiro Samoel pela terceira vez, salvando a equipe do técnico Giovani. Aos 16 minutos, Duda arriscou de longe e acertou o ângulo do goleiro Maurício, fazendo 6 x 4. 

Quando tudo parecia decidido, o Curuzu tinha Natan, que diminuiu para 6 x 5 aos 17 minutos. Um minuto depois, o artilheiro da competição marcou mais um e fechou o placar em 6 x 6.

Nas penalidades máximas, a equipe do The Coca converteu com Duda e Sperotto. Natan converteu para o Curuzu, mas Cristian e Maico desperdiçaram, dando a classificação para o The Coca Fevers. 

Semifinais 
Diprima 6 x 2 Criciúma Dortmund 
The Coca Fevers 6 x 6 Curuzu 
              Pênaltis 2 x 1 

Por: Maicon Pan

Bairro União conquista o futsal interbairros de Flores da Cunha

Na noite de ontem, 11 de agosto, o Município de Flores da Cunha conheceu o campeão do Futsal Interbairros. São José e União fizeram um grande jogo. No tempo normal, empate em 3 x 3. Na decisão por pênaltis, o União venceu por 2 x 0 e conquistou o título do certame. 

Logo aos três minutos de jogo, Bruno Ortencoff abriu o placar para o União. Aos nove, o São José chegou ao empate Erich Batista. 

Na segunda etapa, o jogo esquentou. Aos 6 minutos, a equipe do União ficou com um jogador a menos depois da expulsão de Benhur. Mesmo com a desvantagem numérica Lucas Barcaro, aos 7 minutos, deixou o União em vantagem no marcador. 

No minuto seguinte, Charles Morais empatou para o São José. Aos nove, Rahel virou para o São José, fazendo 3 x 2. Aos 15 minutos, Buiu marcou para a equipe do Bairro União e fechou o placar em 3 x 3. 

Com o empate, o campeão foi conhecido na cobrança de pênaltis. Pedro Pinto e Bruno Ortencoff converteram para a equipe do Bairro União. Pelo lado do São José, Marco Bregiski e Erich Batista desperdiçaram as cobranças. 

Além do título, a equipe do Bairro União teve o goleador da competição. Lucas Barcaro balançou as redes adversárias 15 vezes. Arlan Siqueira, da equipe do São Cristóvão, com 8 gols sofridos, foi o goleiro menos vazado. A equipe da Linha 60 recebeu o troféu disciplina. 

Por: Maicon Pan

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Os melhores da fase classificatória

Nesta sexta-feira, 12 de agosto, serão realizadas as semifinais do futsal juniores de Nova Pádua. Diprima e Criciúma se enfrentam às 19h30min e às 21h30min The Coca Fevers e Curuzu entrarem em quadra para buscar a vaga na final. 

Porém, antes das semifinais, é hora de fazermos um balanço da fase classificatória. A equipe do Curuzu tem o ataque mais positivo com 61 gols marcados. A melhor defesa é do Diprima com 12 gols sofridos. 

A não ser que aconteçam muitas surpresas, Natan Menegat deverá ser o artilheiro da competição. O atleta do Curuzu balançou as redes 29 vezes. Eliseu Flores, do The Coca Fevers e Guilherme Sonda, do Diprima, aparecem empatados com 14 gols marcados. 

Na 1ª fase, foram disputados 28 jogos e 268 gols marcados. Uma media de 9,6 gols por partida. Foram distribuídos 46 cartões amarelos, sendo 9 do Curuzu, 8 do Diprima e São José, além de três vermelhos. 

Na tarde desta quinta-feira, 11 de agosto, o Departamento de Esportes de Nova Pádua definiu a ordem e horário dos jogos das semifinais que acontecem no Ginásio de Esportes do Município. 

Semifinais – Sexta-feira – Dia 12 de Agosto 
19h30min – Diprima x Criciúma Dortmund 
21h30min – The Coca Fevers x Curuzu 

Por: Maicon Pan

Feminino de bochas em pauta nesta quinta

Na noite desta quinta-feira, dia 11 de agosto, acontece a primeira reunião com as equipes interessadas em participar do 13º Municipal Feminino de Bochas de Arreia de Nova Pádua. 

Na reunião, serão tratados assuntos relativo a competição. O encontro inicia as 19h, no auditório da Prefeitura Municipal. 

Por: Maicon Pan

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Definidas as semifinais do futsal juniores

Na noite de ontem foram realizados os jogos da última rodada do Futsal Juniores de Nova Pádua que definiram os confrontos das semifinais que acontecem na sexta-feira, dia 12 de agosto.

No jogo que valia a 4ª vaga para a semifinal, o Criciúma Dortmund venceu a equipe do Estrela pelo placar de 8 x 2. Num primeiro tempo bastante disputado o Criciúma vencia por 3 x 1. Na segunda etapa o Criciúma Dortmund foi melhor e fechou o placar por 8 x 2. 

No confronto que valia a liderança, Diprima e The Coca Fevers fizeram o melhor jogo da competição até aqui. O Diprima abriu 2 x 0 com gols de Guto e Douglas. Depois da “chamada” do técnico Giovani, o The Coca Fevers melhorou e empatou com Brito e um gol contra de Fredi.

Na segunda etapa, Duda virou o placar para o The Coca Fevers. Na bela triangulação do Diprima, Feijão deixou o placar em 3 x 3. Quando o jogo parecia terminar empatado, Negão errou na saída de bola e Tabakin aproveitou para fechar o placar em 4 x 3 para o Diprima. 

No confronto das equipes sem vitória, a equipe do Borussia Dortmund goleou o Nacional pelo placar de 10 x 0. Conforme comentários da torcida, o destaque da vitória foi o “mandolin”.

No último jogo da noite, o confronto que valia a 3ª colocação na tabela de classificação. A equipe do Curuzu venceu o São José por 9 x 3 e agora pega o The Coca Fevers numa das semifinais. No outro confronto, o Diprima (1º) enfrenta o Criciúma Dortmund (4º).

A classificação final da fase classificatória ficou assim: Diprima 19, The Coca Fevers 16, Curuzu 14, Criciúma Dortmund 13, São José 8, Estrela 7, Borussia Dortmund 3 e Nacional 0. 

As semifinais acontecem na sexta-feira, mas ainda sem a definição do horário e ordem dos jogos. A final acontece no dia 19 de agosto.

Resultados da última rodada - Dia 09 de Agosto
Estrela 2 x 8 Criciúma Dortmund 
Diprima 4 x The Coca Fevers 
Borussia Dortmund 10 x 0 Nacional 
São José 3 x 9 Curuzu 

Semifinais – Sexta-feira – 12 de Agosto 
The Coca Fevers x Curuzu 
Diprima x Criciúma Dortmund 

Por: Maicon Pan