Agora...

00:00:00

domingo, 5 de junho de 2016

Ferroviário perde jogo de ida da final

Ferroviário perde jogo de ida da final Na tarde deste domingo, 05 de junho, foi realizado o jogo de ida da final da 17ª Copa Libertadores do Nordeste Gaúcho. Jogando no Travessão Curuzu, Ferroviário e Paranaguá disputaram os primeiros 90 minutos da final. 

No primeiro tempo, Ferroviário e Paranaguá fizeram um jogo de muita marcação e raras chances de gol. A equipe visitante tinha mais toque de bola e o Ferroviário buscava os contra ataques. 

O placar adverso de 1 x 0 obriga o Ferroviário a vencer fora de casa
A equipe da casa criou a sua chance aos 13 minutos. Gavião recebeu lançamento e tocou para Ronielli que avançou e chutou da entrada da área. O goleiro Tiago fez a defesa em dois tempos. No final da primeira etapa, Pé Fino tocou para tida que Tida que chutou prensado para a fácil defesa de Rafael. 

As duas equipes voltaram “um pouco melhor” do intervalo, mas sem entusiasmar os torcedores presentes no Travessão Curuzu. Gavião recebeu de Adms e ao invés de chutar de primeira, preferiu limpar a jogada, mas a defesa chegou para afastar. 

No lance seguinte, Gavião recebeu na marca do pênalti e girou, mas a bola saiu por cima do gol de Tiago. Adms arriscou da entrada da área e o goleiro Tiago espalmou para escanteio. 

Pataço e Renato com o árbitro Anderson Daronco e seus auxiliares
Quando tudo indicava que o jogo terminaria com o placar em branco, o Paranaguá marcou o gol da vitória. Aos 41 minutos da etapa final, Deivid fez jogada individual pela esquerda e cruzou para Pé Fino completar de cabeça. 

Na tentativa do empate os zagueiros Mauricio e Tilão foram para o ataque. Vitinho teve a última chance no lançamento logo, mas o goleiro Tiago saiu nos pés do atacante para fazer firme defesa. 

A equipe do Ferroviário sentiu a ausência do goleador Joceir, do zagueiro Mateus Marcarini, dos meias Kaká e João Kleber e do lateral esquerdo Lucho. Como aconteceu na semifinal, o Ferroviário terá que mostras superação para chegar ao pentacampeonato. 

Equipes fizeram um jogo de muita marcação e poucas chances de gol
Para muitos, a equipe do Ferroviário cresce na adversidade. Foi assim na semifinal quando perdeu por 3 x 1 em Vacaria e em casa goleou o Cavaleiros por 5 x 1. Quando a pressão aumenta, o grupo cresce e busca superação diante das dificuldades. 

Com o resultado, a equipe do Ferroviário precisa vencer por diferença de um gol para levar a disputa para a prorrogação. Para levar o título no tempo normal, a equipe do Ferroviário terá que vencer por diferença de dois gols. 

Por: Maicon Pan

Nenhum comentário:

Postar um comentário