Agora...

00:00:00

sexta-feira, 8 de abril de 2016

"A felicidade é estar em movimento"

Essa é a última postagem do Blog Piccolo Esportivo referente a cobertura do Pedala Serra Unimed Nova Pádua. Este veículo de comunicação finaliza esse trabalho mostrando o exemplo de superação do ciclista Samuel Luz Stumpf, 22 anos de idade, deficiente visual que realizou o percurso longo de 45 km do Pedala Serra Unimed Nova Pádua. 

Samuel chegando no último ponto de apoio do percurso 
Samuca, como é carinhosamente chamado pelos amigos, sofre de retinose; doença que causa a degeneração da retina, região do fundo do olho humano responsável pela captura de imagens a partir do campo visual. Pessoas com retinose, apresentam um declínio gradual da visão. 

Pedala Serra Unimed Nova Pádua 
Samuel disse que já realizou percursos com altimetria (ganho de elevação) maior, mas, que as trilhas de Nova Pádua eram bastante técnicas. “O visual e o ar puro serviram de motivação para completar o percurso com tranquilidade” destacou ele.

Samuel orienta-se através do sino da bike à sua frente
Trecho mais complicado do Pedala Serra Unimed Nova Pádua 
O ciclista descreveu um trecho diagonal a um paredão como sendo o mais complicado do percurso. “Esse local colocou algumas dificuldades, mas, no restante, sempre foi alguém do meu lado me balizando para continuar o pedal. Por ser um dia de sol, quando entrei em trechos com sombra fiquei alguns minutos sem enxergar nada”, lembrou Samuel. 

Desafio do ciclismo 
Quando enxergava mais, Samuel fazia trilhas de moto e hoje, com apenas 10% da visão frontal, tenta colocar a técnica para fazer o pedal de bike. À medida que vou perdendo a visão, preciso aprender a refazer as coisas e me readaptar. “Estar em cima da bike, é acreditar que tudo pode ser superado”.

Ajuda dos amigos 
No domingo, após o Pedala Serra Unimed Nova Pádua, Jeison contou como a parceria começou. “Em novembro de 2015, estava conversando com o Samuca e comentei que participaria da Expedição Guenoa. Ele me disse que esse era o seu sonho. Eu disse pra ele: Então vamos realizar esse sonho”, resumia Jeison emocionado. 

Samuel destaca o apoio e a confiança que os integrantes do grupo de 15 amigos passam um para o outro. Em Nova Pádua, Samuel fez o percurso com os amigos Rodrigo Mezzalira, Bruno Pedroni e René Braga.

Realização do sonho ao participar da Expedição Guenoa
Momentos inesquecíveis 
Foi à realização do sonho de participar da Expedição Guenoa onde pedalamos durante quatro dias. Saímos da praia do Bolicho do Chapéu até Capão da Canoa. E o Pedal Sincerro de Lajeado Grande até Maquiné. No primeiro dia fizeram o pedal junto comigo o Rodrigo Mezzalira e o Eduardo Sartor. No 2º dia, juntou-se a nós René Braga e Cléber Turmina. 

Acessibilidade 
“O grande problema é a consciência das pessoas. Se as pessoas se conscientizarem que existem diferenças e limitações para os portadores de deficiência, a questão arquitetônica será apenas uma consequência”. Samuel ressaltou os desafios das calçadas, os problemas no transporte público, entre outros.

Tradicional foto no trajeto Lajeado Grande até Maquiné
Futuro 
Samuel vem treinando para a Maratona Internacional de Porto Alegre de 42 km, que acontece no 12 de julho. “Estou treinando forte para chegar preparado e espero fazer uma boa prova”. Stumpf foi o primeiro atleta deficiente visual gaúcho a completar um triathlon que integrou o Circuito Nacional Sesc de Triathlon de 2015 realizado na praia de Tramandaí. 

Mensagem 
Ao finalizar a conversa, pedi ao Samuel que deixasse uma mensagem para as pessoas que se lamentam por motivos banais do dia a dia, quando deveriam dar mais valor à vida. Samuel foi bem objetivo:

"Não enxergo com os olhos, mas com o coração" 
“Enquanto as pessoas reclamam, não buscam soluções para os problemas. Todo sofrimento que passamos serve como aprendizado e amadurecimento. Fico feliz em saber que posso colaborar e servir como exemplo para as pessoas.

Que a partir deste texto e principalmente do vídeo da Revista NOI, com imagens e edição da Jornalista Caroline Rates Pierosan, as pessoas possam repensar a vida e como exemplo, a história de superação do atleta e ciclista Samuel Stumpf. 

Por: Maicon Pan

Nenhum comentário:

Postar um comentário