Agora...

00:00:00

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Raio X da artilharia

Com a paralisação do campeonato para a realização das Missões, o Piccolo Esportivo estará trazendo alguns números da 1ª fase da competição que volta no dia 13 de Novembro com a disputa das semifinais.

Na artilharia do campeonato, destacam-se os atacantes da equipe do Paduense que tem o melhor ataque com 32 gols marcados. Roger Boniatti que marcou na vitória sobre o Curuzu na última rodada tem 11, uma média de 1,58 gols por partida.

Foto: Divulgação
Na corrida pela artilharia, Leo Sonda que marcou dois na última rodada da 1ª fase tem 6, com uma média de 0,88 por partida. Josu do Ferroviário tem 4 gols marcados.

Com três gols aparecem Jonas Motta da equipe do Leonel, Lucas Barcaro do Ferroviário, Rafael Pegoraro e Ricardo Martello do Planalto, Renato Salvador da equipe do Curuzu, Jacson do Cerro Largo e os atletas Sacarol e Duda do Paduense.

Os goleiros que se cuidem. Nas semifinais, os atacantes virão com fome de bola para ajudar a sua equipe a chegarem na final da 1ª e 2ª divisão.

Por: Maicon Pan

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Craque da rodada

Com a parada do campeonato em virtude das missões, este Blog deixou a entrevista com o craque da rodada para esta semana. O craque da última rodada da fase de classificação é o meio campista Rafael Pegoraro da equipe do Planalto.

Dono da camisa 10, Rafael marcou o gol que colocou a equipe do Travessão Bonito na semifinal da 1ª divisão. Aos 28 anos de idade, Rafa pede o apoio da torcida nos dois jogos da semifinal contra a equipe do Ferroviário. Acompanhe a entrevista abaixo.

Piccolo Esportivo: Por quantas equipes você já atuou?
Rafael: Em Nova Pádua já atuei pelo Planalto, Paduense, Ferroviário, Leonel e Estrela. Já atuei por algumas equipes de Flores da Cunha e pelas equipes do Pedancino e Vitor Emanuel de Caxias do Sul.

Foto: Maicon Pan
Piccolo Esportivo: Como começou sua trajetória no futebol?
Rafael: Comecei a jogar no Planalto com 13 para 14 anos na equipe principal. Tive a oportunidade de jogar com o meu pai durante dois anos.

Piccolo Esportivo: Qual a importância do seu pai na sua carreira?
Rafael: Meu pai foi e continua sendo fundamental. Sempre me incentivou e tinha o objetivo de jogar comigo. Sempre me deu força e apoio para que pudesse desempenhar o meu futebol.

Piccolo Esportivo: Quantos gols você já marcou na carreira?
Rafael: Não saberia dizer exatamente quantos gols. Acredito que foram mais de cem.

Piccolo Esportivo: Qual a meta do Planalto neste campeonato?
Rafael: Com um time jovem e uma comissão técnica com mais experiência, a meta é chegar à final da 1ª divisão. No início da competição traçamos a meta de classificar na 1ª divisão e posteriormente chegar à final.

Foto: Divulgação
Piccolo Esportivo: Um título inesquecível e um gol que marcou sua carreira.
Rafael: Os 4 títulos que conquistei foram importantes, mas acredito que tenha sido o título da 2ª divisão com a equipe do Estrela no ano em que o campeonato começou a ser disputado com 1ª e 2ª divisão. O gol do último jogo contra o Cerro Largo que classificou a equipe para a semifinal da 1ª divisão.

Piccolo Esportivo: O que o futebol lhe proporcionou?
Rafael: O futebol me proporcionou muitas alegrias. Conquistei novas amizades em todos os times que atuei, além de ser uma forma de manter uma vida saudável.

Piccolo Esportivo: Gostaria de deixar uma mensagem para a torcida do Planalto?
Rafael: Peço que a torcida do Planalto compareça nestes dois jogos difíceis contra o Ferroviário. A nossa torcida pode ter certeza que vamos dar o máximo para conquista a vaga na grande final.

Por: Maicon Pan

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Paredes representa Nova Pádua

Depois de duas rodadas do Campeonato Integração, apenas a equipe do Paredes continua na disputa. Depois da derrota por 4 x 2 na cancha do São José em Flores da Cunha, a equipe paduense venceu pelo mesmo placar e garantiu a classificação na soma dos pontos.

No Travessão Curuzu, a equipe da casa venceu o Nova Veneza pelo placar de 4 x 2. Como havia perdido a primeira partida por 5 x 1 dá adeus ao sonho do bicampeonato da modalidade.

A equipe do Aciolli precisava vencer por 6 x 0 para decidir a vaga na soma dos pontos. Quando a equipe do Aciolli venceu a 3ª partida, já não tinha chances de classificação, não havendo necessidade de jogar as outras três partidas.

As equipes do Morro do Sabiá e Santa Lúcia se enfrentam neste sábado em busca de uma vaga na próxima fase. No jogo de ida vitória da equipe do Santa Lúcia por 4 x 2.

Com os confrontos do final de semana, 5 equipes estarão classificadas. No sorteio que será realizado no dia 31 às 19 horas no Estádio Homero Soldatelli em Flores da Cunha será realizada a repescagem de mais 3 equipes das cinco que perderam nesta fase do campeonato.

Pelo fato do município de Nova Pádua estar realizando as missões, o Campeonato de Integração recomeça no dia 12 de novembro.

Resultados da 2ª Fase
Curuzu 4 x 2 Nova Veneza*
Paredes* 4 x 2 São José
Accioli 3 x 0 Linha 40*

* Classificados

Por: Maicon Pan

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Prazo para inscrições encerra amanhã

As equipes interessadas em participar do campeonato de futsal categoria veteranos, infantil, mirim e do handebol feminino devem fazer a sua inscrição até amanhã, 26 de outubro, na Secretaria Municipal da Educação, Cultura, turismo, Esporte e Lazer.

Foto: www.oglobo.globo.com
Na categoria veteranos, os atletas devem ter nascido até o ano de 1976, ou seja, acima de 35 anos. Cada equipe poderá contar com 10 jogadores. Nesta categoria, o campeonato será realizado desde que o mesmo tenha no mínimo 4 equipes inscritas.

Na categoria infantil, podem fazer sua inscrição atletas nascidos nos anos de 97 e 98. As equipes podem inscrever até 10 jogadores. No futsal mirim, podem participar atletas nascidos a partir de 1999. As equipes podem inscrever 10 atletas. Nas categorias infantil e mirim, os campeonatos serão realizado mediante a inscrição de três equipes.

No handebol feminino a categoria é livre e cada equipe poderá inscrever até 12 atletas. “Esta competição acontecerá desde que tenhamos 4 equipes inscritas”, informou a Secretária Vivia Fabian Copelli.

Por: Maicon Pan

sábado, 22 de outubro de 2011

Missões antes das semifinais

O campeonato municipal de futebol de campo de Nova Pádua será retomado no dia 13 de novembro. A parada acontece devido às missões que acontecem no município. O evento religioso será realizado nas comunidades do interior e na sede. O mesmo tem encerramento previsto para o dia 06 de novembro.

Os técnicos podem aproveitar a parada para recuperar os atletas machucados e preparar as equipes para a disputa das semifinais. É como se fosse uma mini temporada para ajustar a equipe para jogos difíceis da fase semifinal.

Por: Maicon Pan

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Gustavo ganha destaque na Europa

O Papo de Profissional desta semana traz o volante Gustavo Campagnaro. Formado pelo Juventude, o atleta atua no time Sub 21 da Fiorentina. Natural de Caxias do Sul, Gustavo deixa o Juventude por empréstimo com opção de compra dos italianos.

Sem muitas oportunidades no time alviverde, foi negociado e vem ganhando o seu espaço na Europa. Gustavo fala dos rumores sobre a possibilidade de defender as seleções de base da Itália. Abaixo a entrevista completa de Gustavo.

Foto: Divulgação
Piccolo Esportivo: Como está sua adaptação na Itália?
Gustavo: Consegui uma rápida adaptação. Cheguei quando a equipe estava realizando alguns amistosos e já comecei a jogar. Fiz alguns gols que fizeram com que os companheiros de time me recebessem melhor. É difícil chegar num país e não conhecer ninguém. A língua diferente é uma dificuldade a mais. Os outros três brasileiros da equipe me ajudaram bastante.

Piccolo Esportivo: Qual a sua expectativa na Fiorentina?
Gustavo: O time da Fiorentina é de alto nível. A equipe já revelou muitos jogadores que hoje estão no time principal. Estamos em terceiro lugar no campeonato italiano.

Piccolo Esportivo: Como está sua recuperação da artroscopia?
Gustavo: Fiz uma limpeza no joelho pra evitar problemas futuros. Foi uma cirurgia simples. Espero retornar aos gramados dentro de 20 dias.

Foto: Divulgação
Piccolo Esportivo: Comentários dão conta de uma possível convocação sua para as seleções de base da Itália. Ouve realmente algum contato?
Gustavo: Sim. Logo que fiz meu passaporte italiano me perguntaram se eu tinha interesse. Na verdade, todo jogador sonha em jogar pela Seleção Brasileira. Como não tive oportunidade, disse que gostaria de defender a Seleção Italiana. Depois de ouvires a minha opinião, integrantes da seleção acompanharam alguns treinamentos da Fiorentina.

Piccolo Esportivo: Você tem recebido vários elogios desde a sua chegada a Fiorentina. Gustavo, você acredita que pode dar certo jogando na Europa?
Gustavo: Sim. Primeiramente porque acredito no meu potencial. Estou aqui focado no meu objetivo. Sei que tenho muito a evoluir e aos poucos vou me adaptando mais. Acredito que o meu perfil de jogo agrade bastante aqui na Europa.

Foto: Divulgação
Piccolo Esportivo: Você tem jogado com a camisa 10. Teu posicionamento mudou ou continua atuando como volante?
Gustavo: Mudou. Quando cheguei atuei como volante, mas depois de alguns amistosos o treinador me colocou na função de meia. Consegui dar uma resposta positiva e isso me deixa muito contente.

Piccolo Esportivo: Qual a importância do Juventude na tua carreira?
Gustavo: O Juventude é o clube que me proporcionou tudo isso. Tem uma importância sem tamanho na minha vida. Vou guardar só coisas boas e sempre que precisei me ajudaram. Acredito muito na volta por cima do Juventude. Onde eu estiver podem ter certeza que estarei divulgando esse clube. Espero um dia voltar e mostrar o melhor de mim.

Por: Cristian Menegat e Maicon Pan

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Raio X da disciplina

Depois da definição dos classificados e dos confrontos, o Piccolo Esportivo traz alguns números interessantes. A preocupação das equipes é em relação à disciplina.

Conforme os arts 32 e 33 do regulamento, para cada cartão amarelo, a equipe perde 10 pontos e a cada expulsão são 30 pontos. No final da competição o somam-se os pontos e divide-se pelo número de jogos. A equipe que tiver a menor média levará o troféu disciplina.

Foto: Vivia Fabian Copelli
Santo Antônio conquisto o troféu em 2010
Se a competição terminasse hoje, a equipe do Cerro Largo estaria levando o Troféu de Disciplina. Em sete jogos, a equipe soma 160 pontos, uma média de 22,8 pontos. Na 2ª colocação esta a equipe do Planalto que soma 190 pontos (sendo um cartão vermelho e 16 amarelos). A equipe do Travessão Bonito tem uma média de 27,1.

Na terceira colocação estão empatadas as equipes do Paduense e Ferroviário que somam 200 pontos, uma média de 28,4. Por coincidência, as quatro equipes mais disciplinadas conquistaram a classificação para a 1ª divisão. Prova de que não precisa ser uma equipe faltosa para fazer uma boa campanha. 

Na sequencia aparecem Curuzu com 210, Santo Antônio com 270, São José com 290 e a equipe do Leonel seria hoje a mais indisciplinada da competição com 300 pontos.

Com os jogos eliminatórios das semifinais e das finais, a diferença de pontuação entre as equipes pode mudar e até a última colocada pode conquistar o Troféu de Disciplina.

Por: Maicon Pan e Vivia Fabian Copelli   

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Equipes paduenses perdem no Integração

As três equipes paduenses perderam o jogo de ida da 2ª fase do Campeonato Integração de Bochas. Jogando na cancha do São José, em Flores da Cunha, a equipe do Paredes pendeu por 4 x 2. Como na primeira fase, a equipe do Paredes precisa reverter o placar quando perdeu por 5 x 1 e reverteu em casa com vitória de 6 x 0.

Na casa do Nova Veneza, mais uma derrota paduense. O Curuzu foi derrotado por 5 x 1. Para conseguir a classificação, a equipe do Curuzu precisa repetir o mesmo placar do primeiro jogo da competição quando derrotou a equipe da Linha 40 por 6 x 0 no Travessão Curuzu.

A estréia da equipe do Accioli também não foi nada animadora. Jogando na comunidade de São Paulino a equipe paduense perdeu por 6 x 0. Para ter chance de classificação, a equipe do Accioli precisa devolver o placar de 6 x 0. Se conseguir o resultado, a decisão será na soma de pontos das 12 partidas.

Resultados 2ª Fase

Jogo de Ida
São José 4 x 2 Paredes
Nova Veneza 5 x 1 Curuzu
São Paulo 6 x 0 Accioli

Por: Maicon Pan

Definidos os confrontos da semifinal

Com a vitória magra de 1 x 0 o Planalto se credenciou a disputar a semifinal da 1ª divisão. O Ferroviário que derrotou o Santo Antônio pelo placar de 4 x 0 enfrenta justamente o Planalto numa das semifinais. Com mesma pontuação, a semifinal é um tira-teima entre as duas equipes já que empataram em 0 x 0 na estréia da competição.

Foto: Maicon Pan
Goleada e classificação
Jogando sobre seus domínios, a equipe do Ferroviário venceu sem dificuldades a equipe do Santo Antônio. A partida andou em ritmo de treino e o técnico Marcos Pivoto fez vários testes na equipe, além de dar ritmo de jogo para jogadores que não vinham jogando. O placar foi construído com gols de Josué e Fumacinha na primeira etapa e Gustavo e Lucas Barcaro na segunda etapa. Destaque para a ótima atuação do atacante Gustavo, que entrou no início do segundo tempo no lugar do habilidoso Dudu, e deu muita movimentação e qualidade ao ataque do Ferroviário.

Líder isolado
No jogo que não tinha nenhum interesse para ambas as equipes, o Paduense goleou o Curuzu pelo placar de 6 x 1. Desde o apito inicial, a equipe da casa começou sufocando. Logo aos 15 minutos de jogo, Joel abriu o marcador num chute cruzado. Aos 21, Saca teve que chutar duas vezes para fazer 2 x 0. Aos 35 minutos da 1ª etapa saiu o gol mais bonito da tarde. Numa jogada individual, Loco Abreu acertou uma cacetada no ângulo esquerdo do goleiro Daian. No minuto seguinte, o centroavante Renato Salvador aproveitou à falha do bom goleiro Nane, e descontou. No final do 1º tempo, o time da sede vencia pelo placar de 3 x 1.

Na segunda etapa só deu Paduense. Logo aos 6 minutos, Léo Sonda driblou o marcador e ampliou a vantagem para 4 x 1. Aos 16, Jackís desarmou o adversário e deixou Roger na cara do gol para fazer o quinto da partida e o seu 11º no campeonato. O sexto gol também saiu dos pés de Jackis. Num contra-ataque, achou o centroavante Léo livre para marcar o seu 2º gol na partida e o sexto do Paduense. Com a vitória, o Paduense garantiu a liderança isolada da competição. Por outro lado, o Curuzu não conseguiu a sua primeira vitória na competição.

Foto: Maicon Pan
Os dois na 2ª divisão
No Travessão Leonel, um jogo equilibrado. A equipe do Travessão Aciolli precisava da vitória para continuar sonhando com a 1ª divisão. No 1º tempo, a equipe visitante abriu o placar com Edenilson (Jédi). Mesmo com os desfalques de Odirlei e Régis, A equipe do Leonel voltou melhor para a 2ª etapa. Numa bela jogada, Clademir Tonet empatou para o time da casa. Quando todos acreditavam que o placar ficaria mesmo no 1 x 1, Eder Luza fez 2 x 1 para o time do São José. Ao final do jogo, decepção depois da informação que o Planalto havia vencido o seu jogo e conquistado a vaga na primeirona. De consolo, a grande chance de voltar a enfrentar o Leonel na decisão da 2ª divisão.

Confrontos da Semifinal:

1ª Divisão
Jogo de Ida (Dia 13 de Novembro)
Travessão Cerro Largo – Cerro Largo x Paduense
Travessão Bonito – Planalto x Ferroviário

2ª Divisão
Jogo de Ida (Dia 13 de Novembro)
Travessão Curuzu – Curuzu x Leonel
Travessão Accioli – Santo Antônio x São José

Por: Maicon Pan

domingo, 16 de outubro de 2011

Planalto e Ferroviário estão na 1ª divisão

No Travessão Bonito, um jogo nervoso e sem muita inspiração. Atletas e torcida estavam interessados no resultado do confronto entre Leonel e São José. No primeiro tempo, o jogo foi fraco com poucas chances de gol. A equipe da casa ariscava com chutes de fora da área, mas sem nenhuma direção.

No intervalo, o técnico Olinto Pegoraro organizou a equipe. Logo aos 4 minutos do segundo tempo, Rafael Pegoraro marcou o gol da vitória depois de um belo passe de Ricardo Martello.

Foto: Maicon Pan
Depois do gol, o Planalto teve inúmeras chances para ampliar o placar. Felipe Mascarelo, que estreou na competição, acertou um belo chute no travessão. Ricardo teve a chance mais clara num cabeceio que obrigou o goleiro adversário a fazer uma ótima defesa.

À medida que as chances eram desperdiçadas, o nervosismo aumentava a cada ataque do Cerro Largo. Depois do apito final, jogadores, comissão técnica e torcida comemoraram o resultado positivo.

Foto: Maicon Pan
Na semifinal, o Planalto enfrenta o Ferroviário. Duas equipes que terminaram a 1ª fase com 14 pontos (4 vitorias, 2 empates e 1 derrota). No confronto da fase de classificação, as duas equipes empataram em 0 x 0 no Travessão Bonito.    

Por outro lado, o Cerro Largo enfrenta o Paduense. Por coincidência também foi o adversário de estréia quando a equipe do Paduense venceu pelo placar de 3 x 2 na sede do município.

Resultados da 7ª rodada:
Planalto 1 x 0 Cerro Largo
Leonel 1 x 2 São José 
Ferroviário 4 x 0 Santo Antônio
Paduense 6 x 1 Curuzu

Por: Maicon Pan

Rodada decisiva

A última rodada da fase de classificação promete muita emoção principalmente para Ferroviário, Planalto e São José que lutam por duas vagas na 1ª divisão. Uma destas equipes se junta ao Leonel, Curuzu e Santo Antônio na 2ª divisão.

Das três equipes, o Ferroviário tem a tarefa menos complicada. Em casa recebe o Santo Antônio e busca a vitória para garantir vaga na 1ª divisão. Se vencer o lanterna e o Cerro Largo perder o seu jogo diante do Planalto pode terminar na 2ª posição. O técnico Marcos Pivoto não terá o capitão Isa e o lateral esquerdo Dirceu Lusa suspensos pelo 3º amarelo. 

Foto: Maicon Pan
Para muitos, o jogo entre Planalto e Cerro Largo decide quem disputará a 2ª divisão. O Planalto precisa vencer o já classificado Cerro Largo para permanecer na 1ª divisão. Com apenas uma derrota, o Planalto pode disputar a segundona caso empate o seu jogo e o São José vença o Leonel e tire a desvantagem de 3 gols de saldo. O Planalto vai com força máxima enquanto que o Cerro Largo terá o desfalque de Douglas Vezzaro, um dos artilheiros da equipe.

No Travessão Leonel outro jogo chave para a definição dos classificados. O time da casa que não tem mais chances de classificação na 1ª divisão recebe o São José que luta por uma das vagas na elite do futebol Paduense. A equipe do Travessão Accioli precisa vencer e torcer por uma derrota do Planalto ou do Ferroviário para conseguir a classificação na primeirona. O Leonel não terá Odirlei Salvador e Régis Faisbinder que cumprem suspensão pelo 3º cartão amarelo. 

Foto: Maicon Pan
Na sede do município o Paduense defende a liderança contra o Curuzu. Terminando na 1ª colocação, o Paduense enfrenta o 4º colocado e faz o segundo jogo da semifinal em casa. O técnico Inácio não poderá contar com Samoel, Jones e Clóvis que cumprem suspensão pelo 3º cartão amarelo. O Curuzu não terá o atacante Lucas Pan, também suspenso pelo 3º amarelo.     

Na verdade, as equipes têm um dilema: Não sabem até onde vale a pena lutar pela classificação na 1ª divisão e enfrentar Paduense ou Ferroviário na semifinal ou lutar pelo título da 2ª divisão.

Por: Maicon Pan

sábado, 15 de outubro de 2011

Premiação do certame feminino de bochas

Depois da entrega simbólica realizada no último sábado, dia 08 de outubro, as equipes e atletas recebem na noite de hoje, a premiação do 9º Campeonato Municipal de Bochas Feminino de Nova Pádua – Taça Libera Baggio Tormen. A premiação acontece na comunidade do Travessão Mutzel, onde reside a família da homenageada e na casa da equipe campeã.

Foto: Maicon Pan
A equipe do Mutzel conquistou o bicampeonato derrotando a equipe do Travessão Bonito por 3 x 1. Durante a competição a equipe do Mutzel teve 4 vitórias, dois empates na fase semifinal e apenas uma derrota.

De acordo com o regulamento da competição, a equipe do Curuzu ficou com o 3º lugar e a equipe do Nova Pádua terminou a competição na 4ª colocação.

Por: Maicon Pan

Divisa domina a final da Bisca Trio

Na grande final do 4º Campeonato Municipal de Bisca Trio de Nova Pádua, a comunidade do Travessão Divisa conquistou o bicampeonato da categoria. Se não bastasse o título, a Divisa também ficou com o 2º e 3º lugares.

Foto: Maicon Pan
Na disputa do título, o trio formado por Eduardo Tonello, Olir Menegat e Ademir Gelain venceu a disputa caseira contra o trio de Olavo Tonello, Gilmar Barcaro e Amarildo Tonello.

Na disputa do 3º lugar, Renato Salvador, Rafael Pan e Leandro Tonello, também do Travessão Divisa derrotaram o trio do Travessão Bonito formado por Camilo Bisinella, Valério Bisinella e Horácio Pegoraro.

Classificação Final
Trio Campeão: Eduardo Tonello, Olir Menegat e Ademir Gelain (Divisa)
Trio Vice-Campeão: Olavo Tonello, Gilmar Barcaro e Amarildo Tonello (Divisa)
Trio 3º Lugar: Renato Salvador, Rafael Pan e Leandro Tonello (Divisa)
Trio 4º Lugar: Camilo Bisinella, Valério Bisinella e Horácio Pegoraro (Bonito)

Por: Maicon Pan

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Final do campeonato de Bisca Trio

Na noite de hoje será conhecido o trio campeão do 4º campeonato municipal de bisca trio de Nova Pádua. Durante os dois últimos meses foram realizadas as etapas nas comunidades do interior e na sede do município.

Na disputa desta noite, 27 trios divididos em 8 comunidades e sede do município estarão em busca do título da competição. A decisão acontece no salão paroquial a partir das 20h30min logo após o jantar.

Premiação da Grande Final:
Trio Campeão: troféu para a comunidade, Medalhas e R$ 250,00
Trio Vice-Campeão: troféu para a comunidade, Medalhas e R$ 150,00
Trio 3º Lugar: troféu para a comunidade, Medalhas e R$ 100,00
Trio 4º Lugar: medalhas

Por: Maicon Pan

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Craque da rodada

O craque da 6ª rodada é o experiente Valdir Marin, o Neco. Campeão da 2ª divisão pelo Planalto em 2010, Neco tenta o bicampeonato com o Leonel. Aos 48 anos, esbanja preparo físico e qualidade técnica. Entre todas as categorias, Marin acredita que já tenha jogado por todas as equipes de Nova Pádua, Rui Barbosa e Cruzeiro de Flores da Cunha e algumas equipes de Caxias do Sul. Neco afirma que nunca jogou por dinheiro, mas pelo amor ao futebol. Abaixo a entrevista na integra.

Piccolo Esportivo: Por quantos clubes você já atuou?
Neco: Durante toda a carreira, já atuei por 20 equipes entre Nova Pádua, Flores da Cunha e Caxias do Sul.

Piccolo Esportivo: Quantos títulos você conquistou na carreira?
Neco: Foram em torno de 15 títulos.

Foto: Maicon Pan 
(Neco com a camisa 9 do Leonel)
Piccolo Esportivo: Como foi seu início no futebol?
Neco: Comecei a jogar futebol aos 16 anos de idade na equipe formada entre atletas da comunidade do Santo Isidoro e Santo Antônio do Paredes no ano de 1980. Quando cada comunidade montou a sua equipe comecei a atuar como titular na equipe do Travessão Santo Isidoro.

Piccolo Esportivo: Qual o segredo desta vitalidade no futebol?
Neco: O grande segredo é se cuidar. Não bebo e não fumo. Trabalho na agricultura durante toda a semana e ainda jogo no sábado à tarde em Caxias do Sul e no domingo em Nova Pádua. Pode parecer besteira, mas aprendi que banana faz muito bem antes do jogo. Durante toda a minha carreira nunca tive câimbras. Eu me cuido porque adoro futebol.

Piccolo Esportivo: Lembra quantos gols já marcou na carreira?
Neco: Não lembro exatamente quantos gols marquei. Ganhei três troféus de goleador, dois em campeonatos principal e um no campeonato de veteranos. Sou um jogador que tem como principal característica o cabeceio. Marquei muitos gols de cabeça.

Piccolo Esportivo: Pretende jogar por mais quantos anos?
Neco: Não tenho idéia de parar. Estou me sentindo bem para continuar jogando. Vou parar no momento em que não tiver mais condições físicas para desempenhar meu futebol.

Foto: Maicon Pan 
Piccolo Esportivo: Pensa em continuar trabalhando no futebol depois da aposentadoria?
Neco: Acredito que sim. Na verdade sempre contribui com a diretoria do SER Paredes ao mesmo tempo que atuava como jogador. Fiquei muito magoado depois que a comunidade do Travessão Santo Isidoro deixou de participar do campeonato municipal. Na verdade, a comunidade mostrava empenho para realizar os eventos que tinham como objetivo arrecadar verbas para o futebol. Nos campeonatos, jogadores de fora recebiam dinheiro para jogar, o que revoltava os sócios da comunidade. Esse foi um dos motivos que contribuiu pela não participação do SER Paredes nas últimas competições.

Piccolo Esportivo: O que o futebol te trouxe de positivo até hoje?
Neco: Com certeza foram as amizades que conquiste por onde joguei. Sempre joguei de forma leal. Prova disso é que em toda a minha carreira levei apenas dois cartões amarelos e um vermelho (de forma injusta). Por onde eu vou sou bem recebido graças ao convívio que tive e tenho com colegas de equipe e adversários.

Piccolo Esportivo: Qual o objetivo do Leonel neste campeonato?
Neco: Como não temos mais chances de classificação para a 1ª divisão, o grande objetivo é a conquista da 2ª divisão.

Piccolo Esportivo: Uma mensagem para a torcida do Leonel:
Neco: A torcida do Leonel pode ter certeza que faremos o possível e o impossível para conquistar o título, mesmo que seja da 2ª divisão.

Por: Maicon Pan

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Em Nova Pádua ou Flores da Cunha?

“Carreira de jogador de futebol é curta”. Essa frase é muito manjada no mundo do futebol. Em Nova Pádua não é diferente. Alguns jogadores de Nova Pádua atuam também em Flores da Cunha. Como os dois municípios realizam as rodadas aos domingos, os atletas intercalam entre jogos em Nova Pádua e Flores da Cunha.

Foto: Agência RSCOM
Duque de Caxias - Campeão de 2010
Na penúltima rodada do campeonato de Nova Pádua, muitos jogadores que tinham dois cartões amarelos forçaram o 3º e ficam de fora da última rodada da fase de classificação. Sendo assim, não ficam na torcida pelos companheiros no município, mas atuam nas equipes de Flores da Cunha.

A equipe do Rui Barbosa conta com cinco atletas paduenses no grupo que lidera a Categoria Principal do Campeonato Municipal de Flores da Cunha. A equipe do Asa Branca e do Duque de Caxias na sua categoria suplentes tem no seu elenco três jogadores paduenses cada.   

Lista de atletas paduenses que jogam em Flores da Cunha
Asa Branca (Léo Sonda, Rafael Pegoraro e Joel Dalla Valle)
Corinthians (Leonardo Fabian e Joel Lusa)
Duque de Caxias – Principal (Piriquito)
Duque de Caxias – Suplentes (Cristian Menegat, Samoel Pauletti e Tiago Sonda)
Guarani (Marcos Menegat)
Ipiranga – Suplentes (Eder Dagnese e Edenilson Dagnese)
Rui Barbosa (Ronaldo Boniatti, Marcos Tatto, Evandro Scremin, Roger Boniatti e Jones Paviani)
São Miguel/Independente – Suplentes (Felipe Mascarello)

Por: Maicon Pan e Ronaldo Boniatti

Promessa Grená

O Papo de Profissional desta semana é com o atacante Pedro Henrique Konzen Medina da Silva. Com apenas 21 anos, Pedro Henrique foi um dos destaques do Caxias neste Gauchão. Natural de Novo Hamburgo, teve sua ascensão prejudicada por uma lesão no tornozelo. A revelação grená lamenta a permanência do Caxias na Série C por mais um ano e acredita que em 2012 o clube alcance o seu principal objetivo da temporada. Abaixo a entrevista na íntegra.         

Piccolo Esportivo: Como você define o ano de 2011 para o Caxias?
Pedro Henrique: Nesta temporada, a direção, comissão técnica e jogadores do Caxias deram o seu melhor para obter os resultados. Se os erros aconteceram, foram cometidos sempre com a intenção de acertar. Acredito que todos nós estamos no caminho certo.

Foto: Juan Barbosa 
Piccolo Esportivo: Como você define 2011 para o Pedro Henrique?
Pedro Henrique: Para mim defino como um ano de muito aprendizado. Fiz um bom Gauchão e isso me deu mais experiência. A cada treino e a cada jogo procurei evoluir taticamente e tecnicamente. Comecei bem a Série C, mas em seguida tive uma lesão no tornozelo que me afastou dos gramados por quase dois meses. Estou voltando agora na Copa Laci Ughini e pretendo terminar o ano com a conquista do título.

Piccolo Esportivo: Você teve algumas propostas para sair, por que você acha que os negócios não saíram? Você permanece no Caxias em 2012?
Pedro Henrique: Para mim não foi passado nada. Na verdade eram apenas especulações. Fico feliz em saber que o meu trabalho esta sendo valorizado. Tenho contrato com o Caxias até dezembro de 2012 e até lá estou focado em continuar evoluindo e me firmando na equipe. Se surgir algo de concreto, a direção e meus procuradores vão saber avaliar o que é melhor pra mim e para o Caxias.

Piccolo Esportivo: Neste ano, você surgiu como uma das promessas do Caxias. O que a torcida pode esperar do Pedro Henrique em 2012?
Pedro Henrique: Espero continuar nessa crescente. Devo tudo o que eu tenho ao Caxias. Aqui eu me sinto em casa e sou muito bem tratado por todos. Quero conquistar títulos pelo Caxias e marcar minha passagem por este clube. Em 2012 quero deixar de ser promessa e virar uma realidade. Prometo dar o meu melhor para que isso aconteça.

Foto: Rodrigo Fatturi
Piccolo Esportivo: O Caxias não conseguiu alcançar o principal objetivo da temporada: a Série B. Qual a explicação para este insucesso?
Pedro Henrique: Acredito que é uma competição curta e difícil. Por não termos conseguido resultados positivos no início da competição, tivemos que correr atrás do prejuízo e trabalhar com a pressão e cobrança do torcedor e da imprensa. Conseguimos sair da zona de rebaixamento e por detalhes ficamos fora da segunda fase. Ficou um gostinho de que poderia ter sido melhor, mas agora é melhorar para que em 2012 possamos conseguir o acesso a Série B.

Piccolo Esportivo: Comentários dão conta de que existia um possível racha no elenco Grená. Isso é verdade?
Pedro Henrique: Não. Pelo contrario, existia uma cobrança entre nós jogadores e sempre encaramos isso com muito profissionalismo para que nada saísse do vestiário. Sempre procuramos resolver tudo numa boa.

Piccolo Esportivo: Um recado para a torcida do Caxias?
Pedro Henrique: Conto com o apoio de todos os "Grenás". Vamos juntos em busca de resultados positivos e títulos para a SER CAXIAS ser ainda maior do que já é. Contem comigo nessa caminhada.

Por: Cristian Menegat e Maicon Pan

Curuzu e Paredes estão na próxima fase

As equipes paduenses se deram bem na primeira rodada do Campeonato Integração de Bochas. Depois de perder por 5 x 1 na cancha do Frei Eugenio, a equipe do Paredes conseguiu a classificação ao vencer a equipe Florense por 6 x 0.

A equipe do Curuzu que havia vencido por 6 x 0 em casa, empatou em 1 x 1 na cancha do Linha 40 e também conseguiu a classificação para a próxima fase da competição.

Quem ficou pelo caminho foi a equipe do Travessão Mutzel. Depois do empatar em casa por 3 x 3 diante do Nova Veneza, a equipe paduense perdeu o jogo de volta por 4 x 1 e dá adeus ao sonho do título.

A equipe do Travessão Accioli classificou para a 2ª sem mesmo ter jogado. Na estréia enfrenta a equipe do São Paulo fora de casa.

Confrontos da 2ª Fase
Nova Veneza x Curuzu
Santa Lucia x Morro do Sabiá
São Cristóvão x Juventus
São Paulo x Accioli
São José x Paredes

Por: Maicon Pan

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Restam duas vagas

A penúltima rodada da fase de classificação definiu dois classificados na 1ª divisão: Paduense com 15 pontos e Cerro Largo 13 pontos ganhos. Já na 2ª divisão, as equipes do Santo Antônio e Curuzu ambos com 1 ponto ganho e Leonel com seis estão garantidos na semifinal. Na última rodada, Ferroviário, Planalto e São José disputam duas vagas 1ª divisão e a última vaga da 2ª divisão.

Cai o último invicto
Na sede do município, no confronto entre o líder Paduense e o único invicto Planalto, melhor para o Paduense que venceu por 2 x 0. Na primeira etapa, o jogo foi mais de estratégia. O time da casa atacava com seus laterais, meias e atacantes. Por outro lado, a equipe visitante apostava nos contra ataques comandados por Rica Martelo e Soneca.

Foto: Maicon Pan
O Paduense saiu na frente numa boa escapada de Léo Sonda pela ponta direita que cruzou na medida para Duda, que só teve o trabalho de mandar a bola para o fundo das redes. No mesmo lance Duda se chocou com o goleiro César, e não teve condições de continuar na partida.
Aos 21 min do segundo tempo, Loco Abreu cruzou na medida para Léo Sonda marcar um belo gol de cabeça, ampliado o escore para a equipe da casa. Com a vitória, Paduense garante classificação na primeira divisão, já o Plananto joga em seus domínios contra o vice-líder Cerro Largo.

Foto: Maicon Pan
Leonel vence a 2ª
No Travessão Leonel, o time da casa venceu a equipe do Santo Antônio pelo placar de 4 x 1. Clademir Tonet, Vinicius Tonet e Neco Marin em duas oportunidades marcaram para a equipe do Leonel. Miguel Panizon descontou para o Santo Antônio. Na ultima partida, o Leonel recebe o São José que luta por uma vaga na 1ª divisão, enquanto que o Santo Antônio vai até o travessão Curuzu enfrentar o Ferroviário.

Vitória e Classificação
No Travessão Cerro largo, o time da casa venceu e garantiu uma vaga na semifinal da 1ª divisão. Leonardo Morando e Balotim marcaram para o Cerro Largo. O jogo terminou aos 22min do 2º tempo. De acordo com a sumula do arbitro Alexandre Almeida, o jogo foi encerrado por insuficiência de atletas devido a cinco jogadores do Curuzu se lecionarem alternadamente, não tendo condições de seguir no jogo.

Sendo assim, o jogo terminou mesmo com o placar de 2 x 0 para a equipe do Cerro Largo que enfrenta o Planalto na última rodada torcendo para que o Paduense não vença o seu jogo para terminar a 1ª fase na liderança.

Por: Giovani Fabian (Jackis) e Maicon Pan

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Craque da Rodada edição especial

Os boleiros de Nova Pádua que nos desculpem, mas com a final do 9º Campeonato Feminino de Bochas tomamos a liberdade para entrevistar a jogadora Bruna Galiotto. Aos 15 anos, Bruna já joga há três anos pela equipe do Mutzel e já tem dois títulos na carreira. Na decisão do último sábado, jogou a 4ª e decisiva partida demonstrando que tem categoria tanto no futebol como na bocha. Abaixo a entrevista completa com Bruna Galiotto.

Foto: Maicon Pan
Piccolo Esportivo: Qual a emoção do bicampeonato?
Bruna Galiotto: É uma emoção muito grande. É uma sensação difícil de explicar. Valeu a pena os treinos, as dificuldades e obstáculos enfrentados durante a competição.

Piccolo Esportivo: Qual título marcou mais a tua curta carreira?
Bruna Galiotto: O título de 2010 me marcou mais por ter sido o meu 1º título.

Piccolo Esportivo: Qual a importância do técnico Vitor Giacometti na conquista do título?
Bruna Galiotto: Muito importante. Ele nos passou tranqüilidade durante as partidas. Nos momentos mais difíceis ele dava apoio a todas as atletas.

Piccolo Esportivo: Você jogou a 5ª e decisiva partida na grande final de 2010 com a sua mãe. Qual é a importância de jogar na mesma equipe que a mãe?
Bruna Galiotto: É importante. Ela sempre me incentivou, principalmente quando não estava jogando bem.

Piccolo Esportivo: A equipe do Mutzel já pensa no tricampeonato em 2012?
Bruna Galiotto: Não. Estamos comemorando esse título. No ano que vem vamos nos preparar para disputar mais um título da modalidade.

Foto: Maicon Pan
Piccolo Esportivo: Neste ano a equipe masculina não foi bem no campeonato municipal. No campeonato integração caiu na primeira rodada. A equipe feminina tem o papel de representar a comunidade do Mutzel.
Bruna Galiotto: Sim. Mas destaco o apoio dos homens que sempre estiveram juntos nos jogos decisivos.

Piccolo Esportivo: Quando você começou a jogar bocha?
Bruna Galiotto: Tudo começou numa brincadeira. Minha mãe estava treinando quando me convidou para jogar. Depois daquela oportunidade não parei mais de jogar.

Piccolo Esportivo: Além do potencial no futebol, você demonstrou muita categoria na modalidade bocha. Qual é a receita para ser esta desportista completa.
Bruna Galiotto: É muito amor pelo esporte. Gosto de estar praticando esporte, independente da modalidade.

Piccolo Esportivo: Gostaria de deixar um agradecimento á torcida do Mutzel?
Bruna Galiotto: Quero agradecer a todas as pessoas que nos apoiaram durante todo o campeonato. Quero agradecer as minhas colegas de equipe pela confiança em mim depositada. De modo especial agradecer a minha família pelo incentivo.

Por: Maicon Pan

domingo, 9 de outubro de 2011

Ferroviário e São José ficam no empate

No jogo que começou com muito sol terminou com chuva e vento forte. A vitória era o desejo das duas equipes para se aproximar da classificação para a 1ª divisão. O jogo demonstrou muita vontade, luta e empenho por parte de todos os atletas.

No primeiro tempo, o São José foi melhor no jogo, mas não soube aproveitar as faltas na entrada da grande área. Logo no início do jogo, o São José perdeu Rafael Dalla Valle machucado. Nos últimos minutos, numa jogada normal Evandro Scremin lesionou-se e teve que ser substituído.

Foto: Maicon Pan
O Ferroviário começou a segunda etapa pressionando o São José. O time da casa teve boas chances para abrir o placar. Kiko de fora da área obrigou o goleiro Palha a fazer uma bela defesa. Josu acertou a trave em mais um chute de fora da área. Num contra-ataque, o São José abriu o placar com Eder Dagnese num chute de cobertura.

Depois do gol, o São José montou uma retranca e se ariscava nos contra-ataques. O Ferroviário foi pra cima com tudo em busca do empate.

Foto: Maicon Pan
O céu escureceu e a torcida que acompanhava o jogo da parte superior do vestiário correu para se proteger da chuva no salão do Travessão Curuzu. O gol de empate foi comemorado de longe. Kiko Bernardi cruzou da esquerda e contou com a falha do goleiro Palha que viu a bola entrar no canto esquerdo.

Com o resultado, o Ferroviário é o 3º colocado com 11 pontos ganhos e 6 gols de saldo. Na última rodada, o Ferroviário recebe o Santo Antônio em casa. Já o São José, enfrenta o Leonel ainda com chance de classificação para a 1ª divisão.

Resultados 6ª Rodada
Ferroviário 1 x 1 São José
Paduense 2 x 0 Planalto
Cerro Largo 2 x 0 Curuzu
Leonel 4 x 1 Santo Antônio

Por: Maicon Pan

sábado, 8 de outubro de 2011

Mutzel é bicampeão

Na tarde de hoje, a equipe feminina do Travessão Mutzel conquistou o 9º Campeonato Feminino de Bochas de Nova Pádua – Taça Libera Baggio Tormen. Na decisão realizada na cancha do Travessão Paredes, o Mutzel venceu a equipe do Bonito pelo placar de 3 x 1.

Foto: Maicon Pan
A equipe do Travessão Mutzel terminou a fase de classificação na 2ª colocação com 10 pontos ganhos.

Na semifinal, a equipe campeã empatou o 1º em casa contra o Nova Pádua. No jogo de volta mais um empate em 2 x 2 e vitória por apenas dois pontos de diferença.

Destaca-se aqui o trabalho, a dedicação e a paciência do técnico Vitor Giacometti que passou tranqüilidade a todas as jogadoras da equipe. Merece sim o reconhecimento pela conquista.

Foto: Maicon Pan
Na decisão que foi encerrada por volta das 19h:30min, o Mutzel venceu a 1ª partida (24 x 12), a 2ª (24 x 18), perdeu a 3ª partida por (24 x 14). Na 4ª partida, o Mutzel marcou 18 pontos e conquistou o bicampeonato da modalidade.

Em seguida foi realizada a entrega simbólica dos troféus. O Prefeito Municipal Itamar Bernardi fez a entrega do troféu à equipe vice-campeã a Sra. Anita Alessi e Sra. Ilva B. Bisinella representantes da equipe do Bonito.

 A seguir o Sr. Ciro Tormen, viúvo da homenageada Líbera Baggio Tormen fez a entrega do troféu de campeã a Sra. Neiva Zanella e Sra. Gema Vazzata da equipe do Travessão Mutzel.

Em seguida a torcida, que apoiou a equipe durante toda a competição, a diretoria e atletas comemoraram a conquista do bicampeonato.

Campanha do Título

Fase de Classificação
Mutzel 3 x 1 Nova Pádua
Paredes 0 x 4 Mutzel
Curuzu 4 x 0 Mutzel
Mutzel 3 x 1 Bonito

Semifinal
Mutzel 2 x 2 Nova Pádua
Nova Pádua 2 x 2 Mutzel
(136) x (138)

Final
Mutzel 3 x 1 Bonito

Por: Maicon Pan

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Inscrições para o futsal e handebol

A secretaria da Educação, Cultura, Turismo, Esporte e Lazer abre as inscrições para os campeonatos de Futsal categoria veteranos, infantil e mirim, além do handebol feminino.

Na categoria veteranos, os atletas devem ter nascido até o ano de 1976, ou seja, acima de 35 anos. Cada equipe poderá contar com 10 jogadores. Nesta categoria, o campeonato será realizado desde que o mesmo tenha no mínimo 4 equipes inscritas.

Foto: www.gustavojapa.com
Na categoria infantil, podem fazer sua inscrição atletas nascidos nos anos de 97 e 98. As equipes podem inscrever até 10 jogadores. No futsal mirim, podem participar atletas nascidos a partir de 1999. As equipes podem inscrever 10 atletas. Nas categorias infantil e mirim, os campeonatos serão realizado mediante a inscrição de três equipes.

No handebol feminino a categoria é livre e cada equipe poderá inscrever até 12 atletas. “Esta competição acontecerá desde que tenhamos 4 equipes inscritas”, informou a Secretária Vivia Fabian Copelli.

As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de outubro na Secretaria Municipal da Educação, Cultura, turismo, Esporte e Lazer. Os campeonatos têm previsão para iniciar na 2ª semana de novembro. Mais informações pelo fone 3296 1600 na Prefeitura Municipal de Nova Pádua.

Por: Maicon Pan

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Rodeio Country Farm em Nova Pádua

Nos dias 21, 22 e 23 de outubro, no Parque de Eventos e Rodeios, Nova Pádua receberá o Country Farm, evento que terá como auge montaria em touros. Será montada uma estrutura com arquibancada, arena e um palco para shows.

No espaço haverá uma tenda Sertanejo Universitário, Shows Musicais, Shows Pirotécnicos, Locutor e DJ premiados em Barretos. As atrações acontecerão no período da noite durante os três dias.

Foto: Divulgação
Também haverá área para camping gratuita. Será cobrada entrada ao parque no valor de R$ 10,00 por pessoa. Veja a programação completa do evento.

21 de outubro de 2011 - Sexta-Feira
17h - Abertura do rodeio
18h 30 min - Prova dos 3 tambores
20h 30 min - MONTARIA EM TOUROS
22h - Show com César de Freitas
23h 30 min - Tenda Sertaneja e Eletrônica

22 de outubro de 2011 - Sábado
17h - Abertura do rodeio
18h 30 min - Prova dos 3 tambores
20h 30 min - MONTARIA EM TOUROS
22h - Show com Musical Estrela da Serra
23h 30 min - Tenda Sertaneja e Eletrônica

23 de outubro de 2011 - Domingo
14h - Abertura do Rodeio
16h - Prova dos 3 tambores
18h - MONTARIA EM TOUROS
20h - Show com Lucas e Marcos (Sertanejo Universitário)

Por: Giovani Fabian (Jackis)

Papo de Profissional

O Papo de Profissional desta semana entrevista o jogador Diego ex Internacional. Em 2003, Diego fez parte da equipe que tinha Nilmar e Daniel Carvalho. Em 2004 foi colega de Rafael Sóbis e Chiquinho. Quando deixou o Inter, Diego de Lima Barcelos teve uma passagem pelo futebol Chinês e hoje joga no Nacional da Ilha da Madeira em Portugal. Abaixo a entrevista completa.

Foto: Divulgação
Piccolo Esportivo: Como está sua vida em Portugal?
Diego: Graças a Deus minha vida esta muito boa aqui em Portugal. Ilha da Madeira é uma ótima cidade para se viver. Minha família se adaptou muito bem à cidade e ao país.

Piccolo Esportivo: Em Portugal você está jogando mais centralizado, diferente de quando atuava pelo Internacional. Você encontrou sua verdadeira posição?
Diego: Eu gosto de jogar da maneira como venho jogando. No ano passado joguei como centroavante, segundo atacante, atacante aberto pelas pontas e como meia de ligação. Hoje venho jogando mais como meia de ligação.

Foto: Divulgação 
Piccolo Esportivo: Foi procurado recentemente por algum clube brasileiro para retornar?
Diego: Não tive nenhum convite pra voltar a jogar no Brasil.

Piccolo Esportivo: Sonha algum dia se tornar um grande ídolo do Internacional?
Diego: Hoje estou muito bem no Nacional. O clube deposita muita confiança no meu futebol, mas as coisas são muito dinâmicas. Quem sabe um dia possa retornar. Ficaria muito feliz.

Piccolo Esportivo: Como está o Nacional, no Campeonato Português?
Diego: O time não passa por um bom momento. A equipe sentiu a eliminação na fase de grupos da Liga Europa e isso vem se refletindo nos jogos do Campeonato Português.

Foto: Divulgação
Piccolo Esportivo: Algum título especial?
Diego: Os três títulos gaúchos pelo profissional do Inter e a Copa Nike ainda na base colorada.

Piccolo Esportivo: Um gol inesquecível?
Diego: Quando joguei na China, minha mãe tinha falecido há duas semanas. No segundo jogo marquei um gol e dediquei a ela. Fiquei muito emocionado e lembro como se fosse hoje.

Piccolo Esportivo: Como lidar com a saudade da família?
Diego: A saudade é muito grande. Falo com muita frequência com eles. Hoje com Facebook e MSN, a gente consegue amenizar um pouco essa saudade.

Por: Cris Menegat e Maicon Pan

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Craque da Rodada

O craque da 5ª rodada é o polivalente Ricardo Martello da equipe do Planalto. Aos 27 anos, Rica já atuou em todas as posições e nesta temporada tem a responsabilidade de marcar os gols da equipe que vem fazendo uma bela campanha. Autor de dois gols no último jogo, Ricardo já atuou pelo Paduense e Asa Branca de Flores da Cunha. Abaixo, a entrevista na integra.

Piccolo Esportivo: Qual é o principal objetivo do Planalto neste campeonato?
Ricardo: Conseguir a classificação para a semifinal da 1ª divisão e depois ser campeão municipal.

Foto: Maicon Pan
Piccolo Esportivo: Qual a responsabilidade de ser o camisa 9 da equipe?
Ricardo: Muito grande porque o Planalto sempre foi uma grande equipe. Estou substituindo o camisa 9 Bento Munaro, que é meu tio e fez história no Planalto.

Piccolo Esportivo: Você vem sendo um dos destaques da equipe do Planalto, a que se deve esse bom campeonato?
Ricardo: A coletividade e o bom entrosamento da equipe.

Piccolo Esportivo: Promete mais gols para a torcida do Planalto?
Ricardo: Sim, mas o meu objetivo principal é vencer os jogos, independente de quem faça os gols.

Piccolo Esportivo: Já recebeu proposta para jogar em outra equipe de Nova Pádua?
Ricardo: Sim, mas sempre optei por jogar na comunidade do Travessão Bonito.

Foto: Maicon Pan
Piccolo Esportivo: Qual a importância da vitória do último domingo? Quantos pontos são necessários para o Planalto classificar na 1ª divisão?
Ricardo: Conseguimos dar um grande passo para a classificação. Acredito que 14 pontos serão suficientes para a classificação na 1ª divisão.

Piccolo Esportivo: Qual a sensação de jogar com dois irmãos na mesma equipe? Tem muita cobrança?
Ricardo: É muito bom porque nos cobramos antes e depois das partidas. Sempre jogamos juntos desde criança.

Piccolo Esportivo: Um título inesquecível e um gol que marcou sua carreira.
Ricardo: O título da 2ª divisão do ano passado foi especial. O 1º gol que fiz jogando pela equipe do Planalto num jogo contra a equipe do Cerro Largo em 2001.

Piccolo Esportivo: Gostaria de deixar uma mensagem para a torcida do Planalto.
Ricardo: Que estarei sempre lutando para conquistar títulos pelo Planalto. Agradeço o apoio da torcida, principalmente da minha família que me incentiva o tempo todo. Peço que a torcida acredite no potencial da equipe e da comissão técnica.

Por: Maicon Pan

Curuzu termina na 3ª colocação

Em reunião realizada na tarde de ontem, foram acertados alguns detalhes da final do 9º Campeonato Municipal de Bochas feminino. Na oportunidade foi realizada a contagem dos pontos que definiu a equipe 3ª e 4ª colocadas.

Foto: Maicon Pan
Conforme regulamento, a decisão de 3º e 4º lugar seria pelo saldo de pontos feitos e sofridos de todas as partidas do campeonato.

A equipe do Curuzu terminou a competição com um saldo de 32 pontos e leva o troféu de 3º lugar. Já o Nova Pádua, teve um saldo de 10 pontos e termina a competição na 4ª colocação.

A grande final entre Bonito e Mutzel acontece no próximo sábado, a partir das 14h, na comunidade do Travessão Paredes.

Por: Maicon Pan

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Bisca Trio – Etapa Nova Pádua

Na etapa da sede, mais uma vez as mulheres foram a maioria entre os trios finalistas. Na última etapa antes da grande final do Campeonato Municipal de Bisca Trio, Justina Relosi, o marido Remi Relosi e Zenaide Bedin formaram o trio campeão da etapa de Nova Pádua. O trio formado por Alcides Pan, Geraldo Paviani e Milton Menegat terminou na 2ª colocação.

Foto: Vivia Fabian Copelli
Em 3º lugar ficou o trio feminino formado por Candida Pauletti, Helena Menegat e Lorita Tonet. Entre os trios vencedores, destaque o número expressivo de cinco mulheres e quatro homens.

As comunidades do Travessão Accioli e Santo Isidoro não estarão participando da final do campeonato, uma vez que representantes encontraram dificuldade para reunir seis trios interessados para disputar a etapa local. Conforme regulamento, a etapa nas comunidades do interior e na sede seria realizada mediante incrição de no mínimo seis trios.

Os trios vencedores da etapa da sede estão classificados para a grande final que acontece no dia 14 de outubro, sexta-feira, no Salão Paroquial de Nova Pádua.

Trios Vencedores
1º Lugar: Justina Relosi, Remi Relosi e Zenaide Bedin
2º Lugar: Alcides Pan, Geraldo Paviani e Milton Menegat
3º Lugar: Candida Pauletti, Helena Menegat e Lorita Tonet

Por: Maicon Pan